Fazes-me falta, é um facto!



Estou preenchida com gente, projectos, imagens e sons, com dias a correrem a uma velocidade incrível, mas continuas a fazer-me falta!

Fazes-me falta, é um facto!

Sinto falta do que representavas na minha vida, das movimentações que criavas, dos barulhos que ampliavas e da forma como eu corria, ainda mais do que o habitual, para te poder ter. Sinto falta de como me olhavas e dos toques que se sucediam sem palavras. Sinto a tua falta até quando acho que não me fazes falta, porque nada voltou a ser igual quando te foste.

Não sou das que foge ou desiste, mas sou das que sabe quando parar, sobretudo quando percebe que está a mais, que não consegue mudar a vida do outro, que nada do que fizer adianta e quando sente que apenas ando às voltas.

Não estou nostálgica, apenas consciente do que sinto, e nunca fujo do que faz de mim "isto", que tão bem conheço. Nunca finjo, nem me engano, não valeria a pena, porque acabaria a rebentar por algum lado e depois a falta de ti seria ainda maior!




0 Comentários