Lugares públicos = excitação!


Lugares públicos = excitação! NÃO obrigado. Não me atrai de todo, nem estimula a libido fazer sexo em lugares públicos. Chamem-me lá o que quiserem, mas eu não preciso de me expor ou de espicaçar a sorte, fazendo o que apenas aos dois diz respeito. Sim, também aí sou conservadora, dois é um bom número.

Não vejo qualquer conveniente, é incómodo, impede-me de me soltar, fico mais mecânica, e desconfiada, por isso ninguém sai beneficiado. Há quem adore, e também quem o faça por falta de alternativa. Certamente que andam todos tão aborrecidos com o raio das suas vidas, que precisam de estímulos externos para se estimularem. Quando se é novo, sem lugar fixo para as tão desejadas quecas, que depois vão apelidar de monumentais, tudo mentira, ainda se entende, porque senão vejamos, por norma é num lugar minúsculo, desconfortável, em que se tem que tentar esquecer a dor do manípulo que se mete no meio, ou da perna que teima em adormecer, tenham dó, sexo até pode ser, mas como até para isso sou exigente, ou é num lugar onde tenha direito a TUDO, ou então faço-o eu mesma, obrigada.

Sou esquisita? Que seja, mas para mim sexo tem que vir embrulhado em emoção e com um ambiente que puxe alguma loucura saudável. Tem que ter cumplicidade, conforto, nem que se escolha ficar no chão, mas alternativas bem mais adultas. Sabem, é que eu pessoalmente só uso as pastilhas elásticas para ter um hálito mais fresco, não para parecer uma adolescente e muito menos para parecer uma vaca a comer erva. Perceberam a analogia?

Pronto, eu vou ser condescendente e até algo maternal. Sejam lá felizes à vossa maneira, comam e sejam comidos onde vos der na real gana, mas não me venham falar em boas performances.

Lugares públicos, à coelho, "vai ser bom não foi"? Naaaa...

0 Comentários