Tinha que comentar!


NADA mais errado. Sei que algumas frases conseguem fazer algum eco, abrir-nos a mente e ensinar alguns percursos, mas esta, NÃO MESMO. Na dúvida meus amigos, PERGUNTA-SEFALA-SE. Certamente que sabem que o que nos distingue dos animais, entre outras coisas, é a capacidade de verbalizar, o juntar de letras que tão cedo nos ensinam a fazer, mesmo quando ao escrevê-las matemos a língua, fazendo estremecer de incredulidade os que prezam os sons em forma de palavras.

Se estamos na era da informática, onde facebooksinstagramstwitters e mais que se tenham lembrado representam um papel tão importante na sociedade, por boas ou más razões. Se a necessidade de informarmos todos, sobre tudo, as horas de ida ao mictório, público ou privado, os amores, desamores, insultos e elogios, é TÃO grande, por que carga de água e com que explicação se remetem ao silêncio então, de cada vez que deveriam abrir a boca e só a fechar quando o outro entendesse? Pois! Será medo? Incapacidade de argumentação? Certeza da burrice, burrada ou calhoísse? ( não sei de existe, mas vem do calhau e apeteceu-me usá-la) Porra, juntem sílabas, gritem se preciso for, mas deixem que se continue. Abram alas, saiam da frente com classe, preservando aí sim a imagem, porque fugir é para os fracos, mesmo para os que não se entendem como tal.

Zangada eu? NÃO, impressão vossa. Ou será que perceberam pelas minhas palavras? Simples, não concordam?

0 Comentários