A tua boca na minha!



Quem me dera que a noite nunca tivesse terminado, porque com ela a minha boca esteve de onde nunca quer sair, na tua!

Quem faz sentido e quem nos entra dentro, traz-nos as sensações que valem a pena e que permanecem, mesmo depois de nos termos largado, de corpo, mas nunca de alma. Quem nos muda e consegue trazer-nos de volta ao único lugar em que nos sentimos, INTEIROS, outra vez, tem que ficar, porque de outra forma nada mais fará sentido.

Estar na tua boca é respirar contigo, é sentir o que sentes, trazendo para mim tudo o que é teu. Estar na tua boca, beijando-te como só poderia por te querer, assim. Estar na tua boca e saber que me tens na tua com o mesmo sabor, na mesma intensidade e com todo o desejo que sempre fica para os que arriscam.

Quantas vezes, e por quanto tempo, duas pessoas conseguem fazer mesmo sentido, tendo o que querem ambas e sendo o que conseguem uma para a outra? Quantas vezes as bocas se conseguem encaixar, perfeitas, gostando do sabor, da forma e do formato? Quantas vezes o que se é passa para quem passará a ser?

Deixa-te ficar na minha boca mais tempo por favor. Impede-me de falar e de pensar. Deixa-me apenas ter-te da única forma que sei seres meu. Deixa-me ter o teu beijo até que te peça para parares, até que me doa a boca e se me sequem os lábios.

Ter para sempre a tua boca na minha, seria saber que nunca pensarias em mais nada ou alguém. Ter para sempre a tua boca na minha, faria de mim a TUA mulher, como me vejo e preciso de ser vista. Vem agora e beija-me como sei que consegues, mas depois fica para sempre!

0 Comentários