Eu aceito que estava errada!

By Sue Amado - setembro 18, 2017

Resultado de imagem para corpos entrelaçados
Feelme/Eu aceito que estava errada!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Eu aceito que estava errada, mas deixo-me ir, porque me parece que é possível e que se parar de me segurar, chego onde é preciso. Eu aceito que estava errada, mas não me apetecia ser apenas eu, mesmo quando achava que conseguiria ficar quieta no meu canto, sem ter que me armar de nada, nem de me proteger e ainda te podendo incluir.

Os dias voltaram a ter mais sol, juntando-se ao que parece ter chegado para me aquecer por fora, porque dentro já estás tu e eu volto, devagarinho, a experimentar a sensação de ser desejada outra vez, de ter quem pensa em mim, quem me mostra estar do lado certo, mesmo que o não peça, porque não deverá ser preciso. O amor não se pede e as emoções apenas se partilham. A vontade de fazer bem ao outro, junta-se ao desejo de que nos façam igualmente bem e de que nos preencham os vazios, os que inevitavelmente se irão instalar. Queremos quem nos afaste os medos e nos dê a mão, segurando a vida dentro de uma outra que se começará a escrever.

Eu aceito que estava errada, porque até já estava no lugar certo e tinha-me decidido a incluir-te e a deixar-te entrar. Já fiz o luto de uma relação que mesmo não tendo sido longa, me quebrou e quase me fez passar a duvidar do resto do mundo. Foi nela e com ela que amei como muito provavelmente jamais voltarei a fazer, talvez pela minha entrega, pela necessidade de nada recear e por todos os planos que pareceram quase possíveis. Fiz o luto, tirei o negro da alma e fiquei pronta para voltar a ser mulher antes e primeiro do que tudo o resto. Estou capaz de me deixar incluir e quero fazê-lo, porque sozinha sou apenas metade, sozinha não me consigo abraçar, os meus lábios apenas mantêm o doce e não o partilham, o meu corpo desesperará à espera de um outro com quem começar e terminar os dias.

Eu aceito que estava errada, como também aceito deixar-te entrar. Agora vamos ver se és mesmo tu...

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários