Devemos amar-nos agora!

by - novembro 26, 2017

Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Caio Fernando Abreu


Devemos amar-nos agora, muito e enquanto podemos, porque num minuto tudo pode mudar e depois nada do que deixarmos por fazer poderá ser retomado!

Sabes bem de que forma te amo, até porque nunca deixo de o dizer e porque gosto do efeito que ainda provoco de cada vez que te faço sentir que és tudo o que sempre procurei. Sei que o teu amor é proporcional, que a tua vida se encaixa de forma perfeita na minha e que nunca precisamos de precisar de muito mais do que de nós mesmos. Sei que quando oferecemos do nosso precioso tempo, aos outros, é apenas com um desejo insuportável de nos voltarmos para nós, outra vez.

Já não estamos mais novos, mas agora a nossa visão de futuro é mais clara , e claro se torna sempre tudo quando nos encostamos um no outro, e ficamos, por longas horas, a falar da nossa história, bebendo um bom vinho e olhando a luz que é reflectida através da nossas felicidade. Já não sabemos muito bem como tudo começou, e que sentimentos teríamos realmente nessa altura, mas percebemos que cresceu connosco e que a nossa sensatez foi sempre a melhor julgadora. Quando tínhamos arrufos parvos, quando nos atrevíamos a zangar com a pessoa mais importante da nossa vida, TU, EU...

Amarmo-nos agora é a nossa maior prioridade, não encontro nada que deseje mais, mesmo nos sonhos que ainda tenho por concretizar. Se não estiveres comigo, todos os sabores amargarão e tudo o resto estará apenas onde não me faz falta!

You May Also Like

0 comentários