Porque é que te adias?

Porque é que te adias?

Porque é que te adias?

Sensuality Of Light | Flickr - Photo Sharing!


O que escolhes fazer quando não pareces fazer o suficiente? Não podes, nem deves, acordar apenas para sobreviver aos dias, porque nada te será devolvido se não souberes como pedir o que já tinhas. Nenhuma outra forma de ti acontecerá se permaneceres assim, incapaz de te mudar e aceitar que ou evoluis ou te perdes.

Porque é que te adias, adiando o teu percurso? Até quando fechas os olhos e escolhes não ver o que a vida te oferece, mesmo que por vezes de forma dolorosa, nada será interrompido por não estares pronta. Deixa seguir quem já te abandonou. Aceita as incapacidades de quem carrega mais medos do que esperança. Perdoa as paragens a meio do percurso e encontra, sozinha, o que te levará ao teu lugar. Pergunta menos, até porque já tiveste todas as respostas e és muito mais do que mostras. Mais intuitiva e focada. Mais determinada e segura. Mais envolta em compaixão e amor do que aquele que consegues mostrar. És a tua maior conquista, por isso mesmo não te deixes perder de ti e enfrenta o que te fará crescer.

Porque é que te adias, se afinal adiar não te restaura, nem cura da dor que tu mesma te infligiste? Precisas de parar de esperar demasiado dos outros. Tens que saber, e por esta altura já deverias, que ninguém mudará para que caibas inteira e sem mazelas de maior. Porque é que te adias, aceitando as metades que nunca bastarão, mesmo que decidas amar por dois e duplicar a intenção? Não escolhas as cores que não te iluminam o rosto, usa da tua luz própria e oferece-nos a todos o teu melhor, porque acabarás a receber cada pedaço de volta.

Porque é que te adias menina bonita, quando afinal já tens tudo o que precisas
QUERO LER O POST COMPLETO

E quando a resposta é o não?

E quando a resposta é o não?

E quando a resposta é o não?

Imagem


Quando a resposta inevitável é o não, ficas sem muitas mais opções e resignas-te, na maioria das vezes, à sua inevitabilidade. Sabes quem és, porque fizeste o trabalho de casa e recusas mudar uma vírgula à tua condição, sabendo que mal fraquejes te irás arrepender, irremediavelmente.

Tenho que dizer-te que não e faço-o sempre com um olhar determinado. Dizes que não entendes, mesmo que te sinta o medo e que a nossa envolvência nos remeta para a recusa de ambos. Eu porque sou a mais determinada e tu porque te assusto, sei que sim e nem preciso de o ouvir de ti. Aprendemos ambos que não podemos ter tudo o que desejamos e mesmo que lutar seja opção, por vezes a batalha é totalmente perdida. 

Gostava de poder apenas ir, sentir e decidir. Gostava de saber que me bastaria gostar para que tudo fosse natural e fácil. Gostava de arrojar e fazer o que nunca me permiti antes, mas talvez não goste o suficiente de quem aparentemente gosta de mim para que a aventura comece. Gostava de não me julgar tanto, até porque o que tenho dentro me grita que o caminho, por agora, passa por ti...

Não fosse a gravidade a puxar-me, impiedosa, e talvez até que me elevasse, bem alto, para ver mais e melhor. Não fosse a metade mais importante de mim a vergar-me, e deixaria que a minha coragem me provasse certa. Não fosse já estar bem para lá do tempo dos outros e até que recuaria para viver apenas este, saboreando o que me deveria ser permitido, porque certamente que o mereço. Não fosse também eu ter medo e ficarias a saber que já sei o bastante para que a viagem possa começar!


QUERO LER O POST COMPLETO

O que sentes quando te apaixonas?

O que sentes quando te apaixonas?

O que sentes quando te apaixonas?

“OGênero está em tudo; tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino; o gênero se manifesta em todos os planos.” ...O princípio do gênero opera sempre na direção da geração, regeneração e criação.



O que sentes quando te apaixonas? O que muda quando te sentes mudar por dentro e nada te sossega o coração tão cheio que parece rebentar? O que sobra de ti, ou que te aumenta quando tens quem te trás o melhor do mundo? Que sabor passam a ter as lágrimas, porque ainda irás derramar umas quantas, por ti e por quem te fez apaixonar? Que vontade te passa a mover, quando aparentemente só te moves na mesma direcção? O que sentes quando te apaixonas, mesmo que seja pela pessoa errada?

A vida consegue ser bem mais do que antecipas, mostrando-te que não controlas nem sequer os sentimentos. Adianta-te muito pouco julgares-te, forçando-te ao que não te deixa feliz, até quando decides que não podes, nem deves, apaixonar-te para que te percas irremediavelmente. Percebes que sabes muito pouco, quando passas a saber que afinal também és humana e apenas escolhes quem te escolheu. 

Ter connosco e por nós a razão pela qual respiramos e inspiramos o que nos muda a alma e conserta o coração, deveria bastar, mas nada carrega apenas uma cor ou um lugar. Ter quem merecemos e nos torna melhor teria que ser suficiente, mas tendemos a julgar o destino duvidando do seu timing, como se adiantasse...

O que sentes quando te apaixonas e percorres a distância que encurta a pessoa que consegues ver? Certamente que te sentes mais forte, mais pronta, mesmo que mais assustada. Tens que sentir que já estás onde precisas, porque passas a precisar de muito pouco, mas a querer TUDO. Sentes que sentir é o que te mantém viva e agradeces a quem te trouxe de volta a corrente que faz bater o teu coração. Sentes que sentir é o que verdadeiramente importa e passas a importar-te com o que é certo, esquecendo tudo o que te carregou antes. Sentes que mereces cada gota e bebes o que te derramarem, nem que seja por um dia. Sentes que ainda te consegues apaixonar e agradeces!
QUERO LER O POST COMPLETO

Quem posso ser agora?

Quem posso ser agora?

Quem posso ser agora?



De que forma consigo apreender o  meu novo eu? Como é que passo a gerir o tempo que agora sobra e que é inteiramente meu, quando o mesmo se afunilava e quase que me impedia de respirar? Quem sou, ou o que posso ser afinal, se aparentemente já posso ser tudo?

Tudo o que é nosso chega, sobretudo o tempo, basta que saibamos como nos conduzir, aguardando pelo momento em que os momentos dos outros os absorverão o suficiente para que nos deixem mais livres. Tudo o que semeamos será colhido e o modo como acabarão por florescer tem a ver com a nossa dedicação e empenho.

Há meio século que cuido dos outros, olho para o lado de lá de mim e aguardo pelos meus momentos, sem demasiada pressa, porque sabia que chegariam. Passei do auge da ansiedade e da urgência, para o silêncio instalado e por rotinas que me visam fundamentalmente. Tenho que me saber redireccionar, recuperando o que tinha na lista, mas que agora se pode tornar realidade. Preciso de ligar botões há muito esquecidos e assim recuperar a mulher, não que ela tivesse deixado de existir, mas agora está claramente mais viva.

Quem posso ser agora? Será que posso mesmo tudo e o desejo, ou vou simplesmente reajustar-me de forma tranquila e sem pressas? Acredito que as respostas irão chegar quando me fizerem falta!
QUERO LER O POST COMPLETO

Serenidade é?

Serenidade é?

Serenidade é?

me encanta Permanecer...A música é capaz de reproduzir em sua forma real a dor  que dilacera a alma e o sorriso que inebria.  ~ Ludwig Van Beethoven.~ ~º~


Quando acho que só pode piorar, eis que apareces tu e amenizas as minhas dores, arranjando forma de que guarde para mim o que me estava a magoar e o dia consegue terminar de forma serena. Mas
ontem correu mal, porque teimámos, só não fizemos apostas porque não somos machos, não jogamos às cartas a dinheiro, mas teimámos sobre quem teria razão e uma vez mais fui eu. Bem que o teria dispensado, porque gostaria de ter ficado com um sorriso triunfante, não por ter vencido, mas por ter estado tão errada, que o resultado só poderia ser em meu benefício no futuro.

Não adianta olhar para onde nunca estiveste, só me resta aceitar e continuar, porque até sei como se faz, já estive num lugar semelhante e hoje, outra vez recuperada, voltei a ter o poder, a ser eu a controlar o que sentia, sabendo que se for demasiado só poderá fazer-me mal.

A noite foi tranquila, dormi e não sonhei contigo. Acordei sozinha e sem fantasmas, apenas eu comigo, mas gostei da sensação. Um dia estará alguém que passará para além dos meus sonhos e acordará ao meu lado, começando comigo o que saberemos ambos ser possível terminar. Um dia saberei quem és e de que forma nos encaixaremos sem que magoe, sem que seja preciso sofrer e fazer sofrer. Um dia tudo o que sentir e sobre o que escrever, ter-te-à no fundo, em cada sílaba e estarei a sorrir de cada vez que o fizer. Por agora vou esperar, porque talvez ainda não esteja pronta para ti!
QUERO LER O POST COMPLETO

Enquanto não me convenço...

Enquanto não me convenço...

Enquanto não me convenço...



O ontem já foi e agora, sentada num vazio que assusta de tão real, num lugar tão preenchido com o que lhe retirei com os pedaços de mim que arranquei mesmo com dores lacinantes, porque me forço a ser desta forma e não de uma outra qualquer, vou respirando descompassada e zangada com os meus receios, infundados ou não, mas que não me deveriam impedir de viver.

Se fujo de mim é por não querer voltar a sentir-me vulnerável. Se for eu ao comando, pelo menos entenderei porque cheguei aqui, porque este lugar consegue ser um dia de muito sol e um outro tão carregado e sombrio, que me faz querer encolher-me e deixar de ser e pensar.

O hoje não é sempre pacífico, ou sequer ligeiro, por norma é uma luta interna, um não querer ir e um desejar conseguir ter a coragem, o desapego e a determinação que farão de mim um ser igual a todos os outros, a que sofre sempre que me oferecerem um não, ou forem incapazes de me sentir verdadeiramente, mas também a real, a que também sabe entregar-se e esperar que dê certo.

Enquanto não me convenço, vou pelo menos sonhando e tentando chegar lá!
QUERO LER O POST COMPLETO

Sinto sempre a tua falta!

Sinto sempre a tua falta!

Sinto sempre a tua falta!

“A fotografia é uma forma de ficção. É ao mesmo tempo um registo da realidade e um auto-retrato, porque só o fotógrafo vê aquilo daquela maneira.”Clique na imagem para conhecer nosso curso de fotografia online.📷😉 #foto📷 #fotostumblr #inspiração #foto


Falar contigo não sabe ao mesmo, não quanto ter-te e abraçar-te naqueles abraços que não parecem terminar. Falar contigo não sabe a cada um dos beijos que te dou com toda a minha alma. Falar contigo sossega-me, mas não arranca o desespero de me saber demasiado longe, porque longe será sempre não te poder tocar.

Sinto a tua falta até quando estás comigo, talvez porque antecipe a tua ida e mesmo que saiba que voltas, nunca me bastas e nunca me sacias. Sinto a tua falta quando estou em ti, porque eventualmente terei que sair e deixar de sentir a pele que arrepia a minha. Sinto a tua falta quando falas comigo e oiço tão pouco, mas vejo cada esgar e sorriso. Sinto a tua falta até quando sonho com cada um dos dias que já tivemos e sei que saberemos repetir. Sinto sempre a tua falta, mesmo quando pareço demasiado ocupado para pensar em ti, mas a verdade é que penso sempre, porque te recusas a sair de onde te mantenho viva e comigo.

Julguei que era mais forte. Julguei que já sabia o suficiente e controlava tudo. Julguei que me bastaria saber que me pertences, para sossegar. Julguei que o nosso lugar permaneceria intocável e seguro, mas afinal sei muito pouco, sobretudo pouco sobre o amor e a necessidade que nos envolve a pessoa que amamos. Julguei que teria tudo, até o controlo que afinal não possuo e é por isso que sinto sempre a tua falta

Estou a sentir a tua falta agora, mas a imaginar-te quando chegares...
QUERO LER O POST COMPLETO

Quando a noite chega...

Quando a noite chega...

Quando a noite chega...

Winter Snow GIF


Quando a noite chega, os dias passam-me em retrospectiva e percebo, mais hoje do que antes, que não te ter sempre me deixa encolhida num medo que não reconheço. Quando a noite chega e não estás, nada do que possa ter feito me importa, porque a verdade é que apenas tu me importarias, estando em mim e comigo. Quando a noite chega e as palavras não têm para quem sair, saio de mim e regresso ao lugar que me assegura que permanecerás porque me fazes falta. Sinto falta do que ainda não consegui viver contigo. Sinto uma falta imensa de programar o amanhã e de te ver em cada um dos momentos com os quais sonho. Sinto falta dos beijos que ainda não recebi, dados com a única boca que me liga todos os botões e deixa ainda mais viva. Sinto falta de saber ao que saberás quando o nosso amor se solidificar e já mais nada precisar de ser confirmado. Sinto falta da tua voz, porque apenas ela me tranquiliza de mim e dos pensamentos que correm demasiado velozes...

Não sei o que fazer dos minutos que me sobram e envolvem as horas num vazio que nada parece preencher, nem mesmo tu porque estás demasiado longe. Sei cada vez menos, porque não controlo nada do que vem de ti e porque é em torno de ti que vagueio, tentando ser mais mesmo que debaixo de chuva intensa. Não sei se o amor tem outro nome, ou se a sua face varia com as personagens, mas quero a acreditar que os que amam fazem-no assim, intensamente e esperando por TUDO, porque menos não poderá bastar, a mim sei que não, talvez por isso as noites sejam cada vez mais longas.





QUERO LER O POST COMPLETO

Medo de mim mesma...

Medo de mim mesma...

Medo de mim mesma...

Alessio Albi on Instagram: “Unpublished with @sandra_loewenherz at #belgiumgathering15”


Há dias em que tenho medo, muito medo de mim mesma, porque nos dias em que algo ou alguém toca no lugar errado, diz o que não devia ou espicaça a leoa, saltam-me todas as molas.

Hoje já não corro à procura de aprovações. Não me interessa o que os outros pensam ou consideram sobre a minha vida, e sobre a forma como a vivo. Não me importo rigorosamente nada com o que não tem importância. Agora já dou comigo a "cuspir" palavras duras que os outros não estão preparados para ouvir, porque sou a condutora do meu destino e por isso só aceito considerações de quem tenha provas dadas. 

Há dias em que nem o medo de usar demasiadas palavras, daquelas que balançam as bases dos outros me demove de ser eu, de procurar e de querer ser genuína e de apenas pensar e agir em prole do que acredito. Este é o meu tempo, aquele que vivo cada dia um pouco mais, por isso estou determinada a usar os caminhos certos, acabaram-se as desculpas, porque um dia mais tarde poderei, tal como o Sinatra, dizer que o fiz à minha maneira e me dei bem!
QUERO LER O POST COMPLETO

As perdas...

As perdas...

As perdas...

Cigana moderna



É inevitável que se vá perdendo pessoas ao longo da vida. Estaremos com os outros apenas pelo tempo que nos permitirem e seremos da dimensão que nos fizerem. É inevitável que se arrumem lugares e sentimentos, direccionando vontades, porque o que foi ontem, poderá deixar de o ser hoje.

As perdas serão do tamanho que lhes fizermos e é a nossa capacidade de resistir a elas que nos molda o bastante para que não queiramos desistir de nós. As perdas chegam com o Adeus, aquele que se deve a quem fica para trás e assim o deixará continuar, fazendo o que lhe cabe por direito. As perdas implicam, de alguma forma, desistir, mas quando escolhemos perder, ou largar alguém, temos que saber aceitar que a perderemos mesmo, sempre e para sempre.

Certamente que conseguiste, algures num momento, ser o abrigo, a alegria e o sorriso de alguém, então agarra-te a cada momento e segue confiante o teu caminho, esperando ainda vir a passar e a sentir tudo outra vez.

Se não quiseres perder, outra vez, não te dês demasiado, não esperes demasiado e decididamente, não ames demasiado. Refreia-te, segura os beijos e beija apenas na proporção dos que chegam até a ti. Não uses demasiadas palavras, não assustes quem muito provavelmente não saberá o que fazer com a tua intensidade. As tuas perdas serão tão tuas, quanto souberes e fores capaz de "jogar". Se não quiseres perder outra vez, usa uma carapaça, ergue mais a cabeça e não resvales em sentimentos que apenas te deixarão a duvidar. As perdas são parte de qualquer processo de ganho. Se ganhaste algum amor, aceita que se vá quando se for e deixa que o teu se mantenha intacto e capaz de se moldar a quem volte a entrar.

As perdas só não podem incluir perderes-te de ti, isso nunca deverá ser opção!

QUERO LER O POST COMPLETO

Estou à espera!

Estou à espera!

Estou à espera!

Você é escravo(a) De tudo aquilo Que não é capaz De abrir mão


Estou à espera. estou em modo "reservado", aguardando que o teu tempo também possa ser o meu, que olhes para mim como alguém que está aqui,para ti, mas que não me guardes na prateleira até aos teus regressos, e sobretudo que não acredites e não esperes, que será sempre assim, porque até o amor vem com prazo de validade...

Estou à espera, ainda, e fá-lo-ei até que o meu coração dispare, e grite um BASTA, obrigando-me a continuar com a minha vida, porque fui eu que escolhi a que tenho, consciente de que apenas farei o que for melhor para mim e tu ainda o tens sido.

Não posso pensar demasiado, tenho que aligeirar e relativizar para que não sofra sobressaltos e para que não me penalize a mim mesma. Sei que é errado, que não me levará a lugar algum, que mereço mais, porque sou mais. Enquanto decidir esperar, o teu tempo continuará a correr, e ainda poderemos usufruir do que nos uniu, do amor que sentimos, dos corpos que se entregam com desejo, sentimento e procura. Enquanto eu esperar, ter-me-ás, depois...
QUERO LER O POST COMPLETO

Escolhemos não falar de nós...

Escolhemos não falar de nós...

Escolhemos não falar de nós...



Escolhemos não falar. Decidimos que a decisão de ambos, mesmo que aos tombos e sem qualquer convicção, teria que bastar. Afastámo-nos de nós e esperámos, em vão, que bastasse para nos sarar...

Dou comigo a lembrar-me de quem fui quando estavas comigo e parecia ser bem mais feliz e completa. Mesmo que não estejas, não existem dias sem ti, porque te manténs por aqui, firme na firmeza que nos faltou antes e nos afastou irremediavelmente. 

Quem é que consegue filtrar os sentimentos que nos assolam? A quem podemos falar do que ninguém parece querer ouvir, porque se terminou, está terminado, quando a verdade é tão maior do que isso. Para onde nos voltamos se nada parece ter face que nos baste para que paremos de nos sentir mal e pequenos? O que sobrará de nós quando o que tivemos já não nos esteja sequer na memória?

Talvez já tivesse sido mais fácil recomeçar, perdoando-nos. Talvez pudéssemos ter visto a distância que estávamos a criar entre nós, mas o que agora soa a dúvida, já foi uma certeza dolorosa. Estamos fora da vida um do outro, mas continuamos demasiado longe de resolver o que nos afastou e por isso mesmo afastamos todos quantos se aproximam. Talvez se te tivesse dito tudo o que sinto, não precisasse de continuar assim, vazia, sem respostas e sem esperar pelo que certamente também me poderias dizer. 

Escolhemos não falar de nós e nada parece ser suficiente para que o voltemos a fazer, mas a verdade é que quando algo importante nos falta, o que é errado sobra e cola-se num tempo que se recusa a passar, esmagando-nos
QUERO LER O POST COMPLETO

Cuidado com o que pedes!

Cuidado com o que pedes!

Cuidado com o que pedes!

I don’t want the heavens or the shooting stars. I don’t want gemstones or gold. I have those things already. I want…a steady hand. A kind soul. I want to fall asleep, and wake, knowing my heart is safe. I want to love, and be loved. Shana Abé #followback #seduction #sexy


Cuidado com o que pedes. Cuidado com o afastamento emocional, porque ele origina a desistência romântica da vida e reme-te a ti mesma. Cuidado com o medo que se cola quando passas a ter medo do amor. Cuidado com as viagens sem volta e trata de voltar rapidamente ao lugar de onde saíste quando escolheste desistir!

Tudo e todos quantos te chegam estavam a fazer falta, até pela negativa, porque ao provares os sabores que sabem a pouca coisa, passas a valorizar o mel, o açúcar branco e o mascavado. Não cobres nem perguntes porquê, reavalia e reforça a tua vontade de ser melhor e maior, porque até os amores quebrados poderão reforçar o amor que terás pela pessoa certa um dia, por isso dá-te uma chance e aceita que precisas de precisar de alguém.

Cuidado com o que pedes quando pedes para não ter nenhum amor, pode até parecer seguro, mas é demasiado solitário e até mesmo os amores difíceis merecem ser vividos!


QUERO LER O POST COMPLETO

O poder do amor!

O poder do amor!

O poder do amor!



a man and a woman; sooo beautiful. .


Que bem me sabe saber que te encontrei, porque já não preciso de procurar mais. Que bom que é o sabor da normalidade, da segurança e da entrega no mesmo ritmo. Que coragem perante o desapego, porque controlamos muito pouco e apenas conseguimos manter o que sentimos. Que claras se tornam as noites mais escuras quando sentimos a mão que nos guia e se entrelaça na nossa, fazendo chegar a cada dia um novo recomeço. Que olhar seguro tem aquele que me olha e vai direitinho à alma, a mesma que esperou por quem teria que reencontrar. Que longe acabam sempre por chegar os que visualizam o caminho e têm do lado de lá quem sabe a certo. Que vontade férrea demonstram os que reconhecem no amor o que continua a manter-nos por aqui!
QUERO LER O POST COMPLETO

O amor está em tudo...

O amor está em tudo...

O amor está em tudo...

ME DEIXA SER


O amor está em tudo o que faço e por isso mesmo acredito fazer bem o que me proponho. Comecei num mundo de aventuras literárias, mudanças de lugar, de alma e de pessoas, apenas para perceber que posso ainda mais e que se amar, em dobro, receberei tudo numa torrente de emoções.

Escrever está para lá do que controlo, porque acabo sempre a derramar o que nada segura, nem mesmo eu. Escrever começou tal como terei começado eu mesma, a medo, cheia de perguntas, mas o percurso tem valido os quilómetros de palavras com ENORME sentido, porque sinto cada uma. Escrever é feito com o amor que me tenho, porque aprendi a amar-me em primeiro lugar, mas oferecendo o que ainda me sobra.

O amor está em tudo o que escrevo, porque apenas assim concebo a partilha. Nada do que é pequeno me interessa e nada do que me carrega é menos do que mereço.Aos que amam a medo, passo umas quantas pitadas de coragem e aos que não amam de todo a certeza de que ele chegará quando fizer verdadeiramente falta. 

Cada novo projecto tem um selo de garantia que me assegura de que só poderá ser feito com amor e que se ele estiver em tudo, nunca precisarei de questionar as escolhas, até mesmo as erradas. O amor vai continuar a estar em tudo o que fizer, até porque não existe outra forma de andar por aqui!
QUERO LER O POST COMPLETO

Hoje deixei-te ir.

Hoje deixei-te ir.

Hoje deixei-te ir.

Portrait (absolutely beautiful curves and light)


Deixei-te ir, sem demasiadas palavras, até porque ainda não trocámos muitas. Não me fiz notar, mesmo que me tivesses visto e sei que a tua vontade de que, por uma vez, que seria a primeira, o nosso contacto se estendesse e fizéssemos as perguntas inevitáveis, foi engolido peloi meu egoísmo ou alheamento. O dia foi estranhamente diferente, porque não contei com a normalidade que se teria que impor quando nos aproximássemos. Por norma espero algo ansiosa pela tua chegada e usufruo com urgência dos poucos minutos que nos permitem, mas hoje estranhei o meu distanciamento. Esqueci-me de ti. Não te senti a falta. Desviei-me do lugar que poderia ocupar por direito, escolhendo não estar.

Não pretendo tornar-me num caso grave de dureza emocional, mas a verdade é que a cada dia que passa, passo menos tempo a pensar em quem poderá vir a ser a parte inteira que se juntará à minha. A minha mente vagueia por outros lugares, e aqueles por onde me movimento não têm qualquer movimentação masculina. Nem posso dizer que seja triste, é apenas vazio do outro e bem mais preenchido de mim, comigo.

Hoje deixei-te ir e contigo talvez a possibilidade de voltar a querer quem me queira e seja correspondido...
QUERO LER O POST COMPLETO

Do que adianta?

Do que adianta?

Do que adianta?


David Terrazas Photography


Do que adianta estar com outra pessoa, se ainda és tu que me enlouqueces e deixas a fervilhar por dentro?


Água e azeite, assim somos nós, não nos conseguimos misturar e um acaba a sobressair mais do que outro. Não fomos feitos para estar juntos, não conseguimos acertar em nada, apenas amamos da mesma forma, com uma paixão desmedida, lutando para que tudo o resto continue se não estivermos por perto. Somos uma ilusão, não conseguimos estar na mesma hora, nem no mesmo lugar, a querer as mesmas coisas, mas os nossos corpos desejam-se muito para além da nossa racionalidade.

Não vou voltar a tentar estar com um outro a quem não consiga chamar pelo nome, porque é a ti que eu amo, porque é em ti que penso quando me tocam, é o teu sorriso que vejo e se fechar os olhos, sinto o teu cheiro, misturado com o prazer que me passavas. Não vou arriscar, tão cedo, ouvir o que deveria sair dos teus lábios, os mesmos que me beijavam até quase deixar de sentir as pernas.
Não estou pronta, ainda, para te deixar ir, quero alimentar-me um pouco mais do que representas, mas que até sei que não podes manter.

Chamem-me masoquista, digam-me que gosto de me fazer sofrer, já sei isso tudo, mas ainda não sei como te resistir, como te afastar e arrancar o poder que exerces sobre mim. Não sei como posso ter o meu corpo de volta.





Do que adianta querer olhar para outro lado se afinal estás em todos?
QUERO LER O POST COMPLETO

Confio, avanço, ou não?

Confio, avanço, ou não?

Confio, avanço, ou não?



Confio, avanço, ou não? Como se enceta uma relação nova? Quais os pontos que se devem levar em consideração, se é que existem e como deverão ser as nossas expectativas?

Passamos a começar de novo, a ter que esperar não sei muito bem o quê, e fico sem saber se devo viver sobre as minhas expectativas, ou se me devo adaptar ao que existe e ao que são os novos homens, até os que não o são na idade?

Os meus ideias e tabelas não mudam, mais novos do que eu, não obrigada.  Terão obviamente que ser desimpedidos, a todos os níveis, autónomos, de bem com a vida, e que já tenham ultrapassado traumas de infância, por para isso já não tenho qualquer paciência. Ah, e MUITO mais IMPORTANTE, que já não precisem de "gritar" pela mãezinha, se não for pedir muito e até sei que não é porque desejo pessoas crescidas.

O que esperam eles agora delas? Será que juntar os trapinhos ainda é o que os move, ou pelo contrário, vamos mesmo pelo calma e calminha, devagar e devagarinho e por tudo em menos tempo possível... Ufa, que cansaço! Não existirão por aí pacotes já prontos? Dava-me imenso jeito um que apenas pudesse levar para casa, sem dramas de faca e alguidar.

Confiar é cada vez mais uma tarefa gigantesca e nem ser confiante em tudo o resto ajuda. Avançar mesmo perante tanta taxa de insucesso desmotiva, mas quem sabe não podemos ser a excepção? O não, bem, esse já está garantido à partida, agora só resta a determinação em descobrir por aí quem ainda não nos tenha descoberto e quiçá resultarmos juntos!
QUERO LER O POST COMPLETO

Deixaste o amor do lado de lá!

Deixaste o amor do lado de lá!

Deixaste o amor do lado de lá!

28 Hot And Sexy Tattooed Women Refuse To Wear A Bra #hotwomen #tattoos #tattoosforwomen #bra


Não sei se escolheste a porta errada. Não sei sabias ao que vinhas. Não sei se querias o que tanto apregoavas, mas rapidamente largaste. Não sei muito, mas sei que deixaste o amor do lado de lá, até que poderia ser natural, mas era o nosso, por isso não gostei.

Lembras-te das conversas profundas e determinadas? Lembras-te das promessas, minhas e tuas? Lembras-te da tua dureza e certezas? Perguntar até que pergunto, mas as respostas não chegam, talvez porque já saiba de cada uma. 

Já nos vimos e revimos. Já percebemos o que nos faltou e sobrou. Já fomos o que importava, mas passámos a importar muito pouco. Já tivemos amor a balde, mas também enterrámos uns quantos
cheios de nada.

Deixaste o amor do lado de lá e a mim aqui, sem saber o que fazer com o que me sobrou. Deixaste de me ver, mas ainda quero acreditar que o fizeste antes. Deixaste de me querer e não houve nada que pudesse fazer para te demover...
QUERO LER O POST COMPLETO

Qual é o teu momento maior?

Qual é o teu momento maior?

Qual é o teu momento maior?

beauties in black and white


Qual é o teu momento maior?

Vou tendo uns quantos, mas de cada vez que sinto ter que fazer algo diferente para que tudo o resto seja feito, então é aí que sinto o meu verdadeiro momento. Se eu não me conhecesse já, ninguém conheceria nunca, até porque não há quem o possa dizer, malogradamente.

Já não há quem me convença a adiar o que me cabe no dia. Respondo a muito poucas perguntas fora de contexto e olhem que nem sequer é arrogância, passa mais pela minha responsabilização, porque me cabe a mim saber e escolher.

Já tive uns quantos momentos maiores, e mesmo que não me vicie, tendo a querer que se repitam tantas vezes quantas ainda me consiga reinventar.

De cada vez que amo supero-me. Sempre que olho para os que "produzi", felicito-me e a cada pedaço de novas experiências, percebo que ainda terei direito a muitas mais.

O meu momento maior começa sempre que acordo e percebo que me foi dada mais uma oportunidade para continuar com o que ainda me falta fazer por aqui!
QUERO LER O POST COMPLETO

I don´t know who you are!

I don´t know who you are!

I don´t know who you are!

Kate Winslet

Your fear is as big as mine. You don´t know who I am, and curiosity almost kills you, but you don´t want to ask. Who goes first? Who wants to risk being rejected, or even worst, disappointed? Which one can assume the other feels the same, and wants to start something?

I can sense your fear, and how eager your eyes are when you search for me. There´s never enough time and no time alone. There´s always too many questions popping out and no answers yet. I could tell you a few, but I still don´t know how much you want to know. 

Love can be a pain in a neck, a tuff one, specially when a lot more can come along, weakening our will to start an adventure, all over again. I don´t know who you are, and how heavy your load is, but I´ll keep holding every will back, I have to, I´m too tired of hurting. I don´t know who you are, and I am not able to read between the lines. There´s so little of your days I can use, and so much of me alone.  I don´t know what to do, even when I think I´m doing something, but maybe there´s nothing to be done. Maybe there´s no us. Maybe it´s just me asking what may never me aswered.

I don´t know who you are, but I can feel your fear and it is as big as mine!
QUERO LER O POST COMPLETO

Como ser diferente?

Como ser diferente?

Como ser diferente?



Precisamos de pessoas diferentes, com olhares novos. Precisamos dos não derrotistas, dos que acreditam que ainda é possível ser-se melhor e ter-se mais. Precisamos dos optimistas crónicos, dos que nunca desistem de encontrar o que todos deveriam procurar.

Mas afinal como ser diferente? A diferença sente-se e por isso ela condiciona tudo o que fazemos. Ao sermos diferentes aceitamos as mudanças inevitáveis, porque elas chegam para nos impulsionar. Quando somos diferentes atraímos o melhor dos outros e deixamos de lado os que já desistiram do essencial. 

A zona de conforto é o que nos impede de procurar o que afinal até é natural, porque natural é tudo o que nos deixa mais felizes e realizados. Se mudar de lugar, de trabalho ou de relação amorosa é o que nos falta para que nada mais nos falte, então vamos lá, sem demasiados medos e aceitando as mudanças.

Como ser diferente quando ser eu, assim, já se colou como uma segunda pele? Arrancando o que não nos pertence e abafa. Ser diferente permite-nos pensar fora da caixa e é lá que encontramos as melhores ideias.
QUERO LER O POST COMPLETO

O que passou a ser prioritário?

O que passou a ser prioritário?

O que passou a ser prioritário?

Πως θα ξεπεράσεις την πρώην | Life is


Para mim o que passou a ser prioritário é o meu bem-estar interior. Quero ser capaz de escolher, diariamente, o que me deixa mais perto do objectivo. Quero ser eu a decidir tudo o que me melhora, mesmo as coisas mais pequenas. Quero não ter que me explicar, sobretudo quando já sei o que faz sentido para mim. 

Quando a maturidade chega, com ela vem o conforto emocional e é tanto o que passa a fazer sentido, que se torna imediata a saída dos que apenas foram capazes de colocar um pé na nossa vida. As tormentas dissipam-se e a correria do ontem já não nos impulsiona mais. Não sei se nos tornamos mais sábios, ou apenas atentos a todos os pormenores, mas o que sei é que o tempo se estende e multiplica apenas para o que importa. 

O que passou a ser prioritário? O amor real, sem recusas e sem dúvidas. A procura intensiva e permanente do que me afasta dos que não se definem. A certeza do que represento para os que representam muito para mim. A vontade inequívoca de não me refrear quando persigo os meus sonhos. Os projectos que já estão mais definidos e para os quais dei tanto de mim. A sensação de gratidão por tudo o que me sabe e faz bem.

Prioritário vai ser sempre o meu lugar na vida, na minha, porque planeio vivê-la como a visualizo e mereço!
QUERO LER O POST COMPLETO

Não precisava de te ter perdido...

Não precisava de te ter perdido...

Não precisava de te ter perdido...

"Ghost of Melancholia" - Limited special edition of 10


Não precisava de te ter perdido para saber ao que sabem as perdas. Não merecia a solidão a que me vetaste, não depois de já não saber o que significava estar sozinha. Não queria, nunca quis, que a tua presença me fosse negada por outros que não tu mesmo. Arrancaram-me as partes que me importavam e tudo o resto deixou de me importar quando te foste.

Pareço estar a viver num filme e ele teima em começar e terminar quando muito bem entende, sem que tenha controlo sobre o final. A montanha russa que me foi imposta é bem mais assustadora do que qualquer outra que já tivesse experimentado e não me dá qualquer trégua, a velocidade arrasta o meu coração e as subidas antecipam descidas que me arrancam gritos silenciosos.

Ninguém sabe de mim, do que sinto e o que deixei de carregar quando me foste levado. Ninguém me vê como sou e já sou tão pouco desde que te perdi. Ninguém parece falar do que me interessa e são tão frágeis as palavras, que escolho nada dizer para que as minhas não saiam amargas. Ninguém parece saber como me levar daqui e por isso vou ficando, sem ti...
QUERO LER O POST COMPLETO

Foi um dia difícil...

Foi um dia difícil...

Foi um dia difícil...

✔️


Já estava à espera. Já sabia que um dia, e esse dia foi hoje, te iria ver com ela. Uau, foi bem mais intenso e sofrido do que jamais poderia ter imaginado. Toda a nossa vida juntos passou num longo flash e não consegui conter lágrimas de alguma tristeza, até de mágoa perante o que não fomos capazes de manter e que tanto nos demorou a construir. Hoje eras tu e outra mulher, alguém com quem certamente escreverás uma nova história, com quem apagarás tudo o que nos magoou e nos deixou de mal com o mundo.

Não sei o que sentiste nem o que pensaste quando me viste, mas o teu olhar pareceu-me resolvido e permiti-me sorrir de alívio, afinal vamos estar para sempre unidos, o que tivemos deu frutos e permanecerá muito para além de nós. Acenaste-me e eu devolvi-te um olhar de segurança que não senti, mas apeteceu-me abraçar-te e sussurrar-te que te desejo o melhor deste mundo e que a tua felicidade me fará mais tranquila.

Foi um dia difícil, mas tinha que acontecer, agora só me resta completar o capítulo e terminar a história!
QUERO LER O POST COMPLETO

O nós já faz parte do meu vocabulário!

O nós já faz parte do meu vocabulário!

O nós já faz parte do meu vocabulário!

Well I love you, stupid. I will always love you.


O nós só passou a existir há muito pouco tempo!

Não nos misturávamos, tínhamos caminhos distintos, zonas geográficas totalmente opostas, mas eis que agora...

Bom agora temos dois problemas para resolver. Não conseguimos estar um sem o outro, mas não somos livres. Chega a ser doloroso não te ter, não acordar ao teu lado mesmo quando ficamos no mesmos hotel, não sentir a minha mão agarrada pela tua quando vamos, sempre em movimento acelerado, nos táxis, alguns pretos, outros sem cor, mas sempre a transportar as nossas vidas. Partilhar o pequeno-almoço, rir do teu riso, roubar-te a torrada melhor, coberta da manteiga que adoro, como te adoro a ti!

Não sei como vamos prosseguir, consertar, arrumar, resolver, mas para já fica assim, tiramos o melhor de nós, do que já vivemos. Passamos a ter histórias em comum, a conhecer as que já construímos. Passamos a ter uma voz, aquela que reconhece o outro como sendo quem se procurou.

Entraste na minha vida e eu na tua, agora não há como parar, eu sei que não quero, que não devo, que a simples ideia de te não ter faz os meus dias escurecerem e ficarem penosos. Passei a sentir-me iluminada, completa, a tua mulher. O nós já faz parte do meu vocabulário!
QUERO LER O POST COMPLETO

O que é que te posso dizer?

O que é que te posso dizer?

O que é que te posso dizer?

#inspiração #inspiration #fotografia #photography


Quando é que opinas demasiado e quando é que deixas o essencial por dizer? Encontrar o equilíbrio no início das relações, e até que já se tenham ambos sentido o conforto do outro, aquele que representa uma parte de nós, é muito mais difícil do que o que pomos por palavras. Algumas pessoas têm uma enorme mestria para nos deixarem a sentir bem e livres na nossa capacidade de exprimir o que desejamos, mas há outras...

O que é que te posso dizer e quando? Na minha modesta opinião, se tivermos que andar em bicos dos pés, falando demasiado baixo e não olhando intensamente nos olhos, apenas para não perturbar o outro e o seu espaço, então bardacaca, porque ou é, ou é. De que forma consigo conhecer-te, saber o que pensas quando pensas em mim e até onde te sentes capaz de ir por mim, se não o perguntar? De que forma te conheço os gostos e atiço os limites, se não te espicaçar? De que forma nos conseguimos entender e ler, se formos sendo sempre demasiado polidos e metidos na concha?

O que é que te posso dizer afinal, sem que te sintas atingido mortalmente? É bom que mo faças saber, porque saber de ti vai ser a diferença entre ficarmos, porque te encaixas, ou desistir porque és demasiado diferente. 
QUERO LER O POST COMPLETO

E se o amanhã não chegar?

E se o amanhã não chegar?

E se o amanhã não chegar?

Canadauence TV: O bem-sucedido, Cauã Reymond, ele está na moda e q...


E se amanhã já não tiver tempo e tudo o que ainda me falta dizer e fazer já não acontecer? Preciso que ela saiba tudo o que já sei dela, da forma como me sente, ama e respira em sintonia com o que respiro de cada vez que a tenho nos braços. Preciso de ser mais cauteloso, não adiando o que passei a ser desde que existe na minha vida. Preciso que todo o amor que lhe tenho resista às dores que a vida nos trás, nunca permitindo que duvide sobretudo do que não lhe digo.

São tantas as imagens que me cruzam a mente mal acordo e ela está em cada uma, fazendo com que cada dia seja do tamanho que mereço, porque mereço ser amado por uma mulher assim. Mas e se o nosso amanhã já não chegar, será que lhe provei, sem qualquer margem para dúvida, que não preciso de mais nada desde que passei a precisar dela, tendo-a? São tantas as promessas silenciosas que lhe faço, achando que não preciso de lhes pôr um som, mas passei a pensar que o amanhã pode fugir-me e que não devo subtrair nenhuma emoção, é o que lhe devo para não ter qualquer dívida emocional.

E se o amanhã já não chegar e tiver deixado tantos "amo-te" por dizer? O que farei de mim e comigo se o arrependimento se colar onde agora a carrego? O nosso hoje já é feito de tanta bagagem e permite escrever tantas histórias, que ser eu, dando-me todo, é o mínimo que merece e vai ter, porque hoje, logo após o beijo onde irei ficar muito mais tempo, vou-lhe dizer de que forma a amo, porque se o amanhã já não chegasse, nunca me conseguiria perdoar!
QUERO LER O POST COMPLETO

Não me compares...

Não me compares...

Não me compares...

Être entre tes jambes et me faire câliner et le meilleur endroit du monde ♥️♥️♥️


Não me compares. Não me faças precisar de saber tudo o que foste e com quem, porque não quero ser avaliada ou testada. Não me compares com quem quer que tenhas conhecido antes, porque eu sou o agora e exactamente deste formato, sem qualquer máscara. Não me compares quando te olhar calada e interessada, como estou a fazer agora, porque estarei apenas a absorver o que passaste a representar para mim.

Disse-te que preciso de um amor tranquilo, sem pressas que não levem a lugar algum, querendo apenas saber, mas no momento certo, quem és e o que me podes trazer. Já te falei de mim, virando e revirando cada cenário, para que percebas o que poderei acrescentar. Não percas tempo a tentar perceber porque sou feita desta massa, esta é a que me reflecte e não tem que ser igual a nenhuma outra. Usufrui do que te proporciono e devolve-me o que espero de ti, sem dramas nem cobranças, até porque não o podemos fazer, a nossa história juntos ainda só agora começou a ser escrita.

Não me compares por favor, não iria gostar nada e muito provavelmente sairia prejudicada, porque pareces ter umas quantas histórias com finais infelizes e não sou responsável por nenhuma!
QUERO LER O POST COMPLETO

Estar sozinha é difícil!

Estar sozinha é difícil!

Estar sozinha é difícil!

Random Inspiration 132 | Architecture, Cars, Style


Estar sozinha é difícil, não há qualquer dúvida e quem é que se atreve a dizer o contrário? Consigo percebê-lo quando o tempo me sobra, quando vagueio sem ser incomodada, sem que me cobrem o que quer que seja, e por falta de hábito acabo a não saber muito bem o que fazer nem para onde ir. No entanto tenho-me comprometido em aprender, sabendo que me vou cuidar melhor, sendo a que decide e escolhe. 

Estar sozinha é difícil, mas podemos sair triunfantes, sabendo exactamente onde estamos e o que desejamos para nós. Porque somos animais de hábitos, e porque nós mulheres fomos formatadas para cuidar, olhar pelos outros e ceder, é o que custa mais desprogramar. 

Estar sozinha também nos enche de uma liberdade que ninguém rouba. Acertamos os próprios passos, indo e voltando sempre que tivermos vontade. Tornamos os dias mais lânguidos, ou aceleramos cada viagem para estarmos onde precisamos. Também sonhamos com os colos que não temos, mas respiramos fundo perante a normalidade que nos acompanha por sabermos o que controlamos, a nossa vontade.

Estar sozinha é difícil, porque me estão vedados os abraços que até acredito que mereço e cada um dos beijos que devolveria com tudo o que tenho dentro. Estar sozinha tem sido um misto de teimosia perante a determinação em não incluir ninguém e a vontade de que alguém valha a pena ser incluído. Estar sozinha é o que pareço precisar para entender qual o meu papel, mas espero fazê-lo com a brevidade que me impedirá de ficar demasiado confortável. Estar sozinha é difícil, mas já foi bem mais e é isso mesmo que me assusta!
QUERO LER O POST COMPLETO

Onde pára o amor?

Onde pára o amor?

Onde pára o amor?

so beautiful a masterpiece.. should hang in a gallery


Continuamos em busca do amor perfeito, nós as optimistas de serviço. Acreditamos piamente na existência do homem que nos deixará a suspirar e que o conseguiremos reconhecer e manter!

Gostaríamos todas, CLARO, de chegar lá, de deixar para trás tudo o que fez de nós pessoas amargas e menos felizes, mas não é fácil, não é mesmo. Não sei até que ponto será deprimente observar as tentativas, goradas na maioria das vezes, de chegar, ver e agarrar o TAL, mas alguém vai ter que tentar. Por mim já passei a fase da descrença, do medo, ou pânico, julgo que estou mais no whatever, o que for, será, não porque o tenha decidido, mas porque não tenho alternativa.

O que há de errado em estar sozinha? TUDO, mesmo TUDO. Ter quem esteja do meu lado, sentada na cama a ler, de cabeça encostada ao peito que bate por mim, sentindo a respiração, o pulso e saber que o que sou e desejo tem eco, não pode ser um sonho, tem que ser uma possibilidade e preciso de acreditar que sim. Não entrei em desespero, ainda. Estou solteira, como diz o bilhete de identidade, mas acredito que até lá para os...60, me vou manter como sou, exigente, a não querer só porque sim, e a não entregar os pontos a qualquer bandido, mas isso digo agora que ainda sou fresca e rija, vamos ver quanto tempo dura...
QUERO LER O POST COMPLETO

Porque existem olhares que nos prendem?

Porque existem olhares que nos prendem?

Porque existem olhares que nos prendem?

Class - @classy.gentleman


Bastou uma troca de olhares, envolta na voz que fazia jus à imagem emocional, para que mais nada voltasse a ser igual. Ninguém parece ter forma de explicar porque algumas pessoas farão tanto sentido, e porque até o nosso respirar se altera quando estão por perto. Quando todo o conjunto se harmoniza, o esforço para que se encaixem passa a ser mínimo. Bastou que me sorrisses para que a certeza se instalasse. Passei a gostar de tudo o que carregas, mesmo que ainda seja muito pouco. Gosto da atenção desatenta, quando até achas que estás a fingir bem, mas já sabemos ambos que não precisamos de usar qualquer palavra para que o essencial vá sendo dito.

Pareces-me tranquilo, mas tens um quê de agitação e desalinho que torna ainda mais bonito. Consegues deixar cair os olhos de um mar tão profundo, impedindo os meus de se refugiarem, mesmo que saiba que não pretendo fugir, não agora.

Quem será que és afinal? O que tens para me encantar, caso o encanto se mantenha e até onde seremos capazes de ir? Não sei de onde me saiu esta vontade de ter vontade de ti, mas sei que está a crescer o cuidado, a curiosidade e a admiração.

Não sei porque existem olhares que nos prendem, mas sei que alguns chegarão quando já precisávamos de ser vistos!

QUERO LER O POST COMPLETO

Amores quebrados ou falta de amor?

Amores quebrados ou falta de amor?

Amores quebrados ou falta de amor?

» lovers » tangled up » let's get it on » couples » love & relationships » display of affection »

Falta de amor próprio, muito! A falta de capacidade de dar amor, passa pela incapacidade de não sabermos como o sentir, ao que sabe e que efeito provoca. Nunca se viu por aqui gente tão perdida, solta de sentimentos e sem vontade de firmar compromissos. Não existe bela sem senão. Não há como estar com alguém e sozinho ao mesmo tempo, fazendo o de sempre, para sempre. Não podemos olhar apenas para o que nos falta, ou de contrário acabaremos a não fazer falta a ninguém.

Amores quebrados ou falta de amor? Mais do mesmo. Voltas e reviravoltas para se bater, desalmadamente, na culpa do outro, na falta de vontade do outro e nos defeitos, sempre do outro. Amar tem que ser mais do que uns quantos minutos de atenção por dia, não vos parece? Pois, talvez pareça apenas a uma pequena minoria, porque para uns quantos, cada vez mais, o amor passou a ser dado a conta gotas, com calendarização pré definida e com muitos ses misturados com milhentos porquês.

Desde que passámos a entender a importância do "eu", o outro foi relegado para um plano que não é visível nem com binóculos. Deixámos de saber ouvir, usando os intervalos dos sons para restaurar posteriores silêncios. Já não vamos atrás de ninguém, mas continuamos à espera que nos procurem sem recuar perante a nossa frieza. Abrimos as mãos para receber, mas nunca para dar.

Amores quebrados ou falta de amor? Se a razão de tanto sabor amargo nos vem de amores quebrados, então estamos definitivamente destinados a viver sem amor!
QUERO LER O POST COMPLETO

Como se definem os limites?

Como se definem os limites?

Como se definem os limites?


Quem é que está para nós de cada vez que as dúvidas chegam e ameaçam instalar-se? Quando é que nos podemos mostrar, desprovidos de máscaras, sem que a fragilidade se cole? O que podemos pedir, e de que forma, sem invadir demasiado, ou ser invadido?

Como se definem os limites no início de uma relação?

Apenas as pessoas que se conhecem e sentem a sua essência de forma tranquila e confortável, não receiam a necessidade que o outro deverá ter, porque é legítima, de entender, conhecer e depois cuidar. Os limites serão os do bom senso e isso é o que carregam os que nunca invadem, nem exigem, porque sabem pedir, Os limites deverão ser impostos pelo diálogo e pelo respeito, porque serão eles a afugentar o exagero. Os limites definem-se como tudo o resto, passo a passo, querendo que chegue o que nos sentimos prontos para dar.

Quando sentires que tens que impor limites, porque estão, continuamente, a serem invadidos, então não é certo e muito provavelmente já não chegará a sê-lo!


QUERO LER O POST COMPLETO

O que andas a fazer?

O que andas a fazer?

O que andas a fazer?

Look into my eyes and see the love they hold for you.


- O que andas a fazer afinal, porque insistes no que não tem como chegar até a ti, e em quem não sabe como te tocar? Amar tem momentos próprios e prazo de validade. A entrega tem momentos e se não os apanhamos, se não os apanhaste já, esfumam-se.

- O que ando a fazer? O que esperava? Não ter que explicar quem sou, nem como sou, sobretudo a quem importa. Esperava não precisar de colocar legendas para os filmes que víssemos em conjunto e conseguir estar todo o meu tempo e percurso com quem me pudesse tocar.. Esperava e queria, como quero até hoje, que soubesse o preço e o valor do que lhe dou, as horas em que acordada tento recuperar-me, sobreviver, sair e acabar com vida.

Como é que nos conseguimos lavar com lágrimas? Procurar e esperar pelo que não teremos, sabendo que terá custos, que nos matará por pedaços e em bocados de um tempo que poderemos nunca mais conseguir recuperar? Mas pronto, aceito, rendo-me, pouso as armas, deito-me para adormecer e para poder continuar. Se não sabes ainda, não o saberás mais, já não!

QUERO LER O POST COMPLETO

E se eu esperar?

E se eu esperar?

E se eu esperar?

desfile de trajes de flamenca de vicky martin berrocal - Buscar con Google


Quem sabe o que virá se eu esperar...

As esperas só farão sentido se soubermos pelo que esperar. Não adianta estarmos disponíveis para quem não existe e também não trará resultados não sabermos qual o resultado pretendido. Acredito que esperei por ti e por isso chegaste. Contigo veio o que nunca me impedi de sonhar e o sonho manteve-se, algum tempo, até que que decidiste deixar de ter tempo para mim. 

Temos milhares de pensamentos por minuto e nem sempre serão os mais saudáveis e positivos, mas se aprendermos a juntar-lhes emoção, desejo e visualização, o que tiver que chegar acabará por o fazer. Esperar em esperas que desesperam não é saudável, mas esperar por quem esperava por nós sabe à vida que já deveríamos estar a viver. Esperar a medo, duvidando da razão pela qual o fazemos, inibe qualquer resultado e impede-nos de parar de esperar. Mas esperar, de forma determinada e capaz de acreditar no que nos pertence carregará a esperança que nunca deveríamos arriscar perder.

E se eu esperar, ainda, será que voltas?
QUERO LER O POST COMPLETO

Os amores são para sempre!

Os amores são para sempre!

Os amores são para sempre!

Just because I would like the flower crown


Os amores são para sempre, até os que terminam. Quem o diz? Quem já os sentiu na variação certa. Quem os viveu para além do que se convencionou como difícil. Quem soube que sabor lhe dar e mesmo não tendo recebido o mesmo de volta, se manteve a desejá-lo.

Quando fores grande, vou esperar que esperes dar mais, dando sentido ao único sentimento que nos quebra por inteiro, mas que também nos eleva e melhora. Quando fores capaz de te ver como és visto, derrubando muros e largando as ideias feitas, certamente que sentirás que o amor para sempre faz sentido.

Lembro-me de todos os amores que tive, dos mais pequenos e inocentes, aos trabalhados com afinco, jurando que os recebia como os sonhara. Recordo com sorrisos nos lábios as peripécias e até consigo rir dos choros que prolonguei, quando achava que o mundo iria ruir. Lembro-me dos sentimentos que se me colavam na alma de cada vez que um amor tinha rosto, toque e voz. Lembro-me de mim, mais madura e endurecida, mas tão apaixonada que amar me devolvia a inocência da meninice. Lembro-me de achar que amaria para sempre e agora sei que não estava enganada.

Os amores para sempre curam-nos de cada incapacidade, nossa e de quem fomos amando, porque para sempre será o sentimento que nos uniu e esse nenhum será capaz de arrancar!
QUERO LER O POST COMPLETO

O que tens para me dar?

O que tens para me dar?

O que tens para me dar?

Daniela Freitas (+18)


Não deves chegar a uma relação de mãos vazias, mesmo que de coração, supostamente cheio. Não podes achar que o outro irá servir, se não estiveres pronto para servir um propósito, aquele que vos juntou. Não adianta que busques o que te falta, porque o "trabalho" terá que começar em ti, por ti mesmo. 

A vontade que nos leva até quem sente vontade de nós, precisa de ser alimentada, de contrário teremos apenas mais uns beijos e faremos o amor que nos deixará de sabor amargo no final. Querer nunca bastará para os que não se bastam e por consequência dão muito pouco.

Não deves esperar demasiado quando esperarem pouco de ti, é que a vida é este dá e recebe muito simples, não tem fórmulas mágicas, apenas carrega pessoas que conseguem o melhor de si nos outros, e as que nunca darão nada, porque não têm.

O que tens para me dar? Vou esperar que o saibas bem antes do primeiro pestanejar. Vou desejar que o meu desejo de alguém pronto e determinado esteja em ti e vou encher-te de perguntas até que já nenhuma resposta me faça falta. Vou estar aqui, por algum tempo ainda, na esperança de que a minha espera não tenha sido em vão!
QUERO LER O POST COMPLETO

Quem és tu?

Quem és tu?

Quem és tu?

2018 – 77 фотографий


Não sei quem és nem o que me trazes. Não sei porque me chegas, agora e não antes, nem o que tens para acrescentar. Sei tão pouco, mas procuro cada vez menos, porque talvez assim resulte...

Quem és e porque foi que te interessei? Provavelmente nem tu saberás a resposta, ou nem queiras fazer as perguntas com que te metralho, receosa deste medo que tende a colar-se sempre que sou tocada. Tocaste-me, é um facto. Aguçaste a minha curiosidade de mais e pareces-me ser tão igual a mim que escolho duvidar. Quem és tu? Porquê hoje e não num outro dia qualquer? Porque foi que não me impediste de tentar mais vezes, falhando, quando contigo sabe ao que soa? Porque demoraste tanto?

- Deixa-te ir - É o que me dizes com esse sorriso que te ilumina por dentro e eu deixo, mas apenas por uns quantos minutos, porque depressa regresso à minha necessidade de controlar o que até já sei que não controlo, mas permito-me acreditar que assim me resguardo um pouco melhor.

Quem és tu e o que tens de tão intenso que me absorve até o ar, deixando-me de respirar mais pesado mal me tocas? Para quem foste olhando com esses olhos que me conseguem ler a alma? Que nome repetias com esse timbre que me arrepia de cada vez que oiço o meu? Que lábios cobriste com a boca que alimenta a minha? Quem és tu que acorda o meu corpo e o leva até sou mais mulher e o trás de volta apenas para ter mais de ti? Quem és tu a quem amo assim, como se amar fosse o que sempre soube fazer?

Estás a sorrir, sinto-o, enquanto o teu abraço me tenta sossegar de mim. Estás a responder a cada pergunta, um dia de cada vez e sem a pressa que as minhas perguntas exigem. Estás a tentar que pare de me parar e que te dê o que me vieste trazer, mas só o vou conseguir quando souber quem és... 
QUERO LER O POST COMPLETO

Verdades que incomodam!

Verdades que incomodam!

Verdades que incomodam!

Jessica Alba by Adam Franzino for SHAPE Magazine via World... #fashion #models #topmodels #nyc #streetstyle


Algumas pessoas nunca saberão o que fazer contigo. Para umas quantas almas vais ser sempre difícil de ler, demasiado obstinada e com uma sabedoria que incomoda os que escolhem não saber nada. Algumas pessoas apenas te mostrarão que o pior existe, e em formatos que te deixam ainda surpreendida e é por isso mesmo que não deves querer ter nada a ver com nenhuma delas.

Se já sabes quem és e o que deves fazer para que seja feito o que te serve, não tenhas qualquer receio em prosseguir pelo teu caminho. Nunca terás forma de agradar a todos, assim sendo escolhe agradar-te e manter-te fiel ao que construíste, porque não existe outra forma.

Por vezes o teu coração vai ter que seguir sozinho, mas se o souberes escutar e se o respeitares, a solidão será devidamente acompanhada. Por vezes vais querer voltar ao que tinhas antes, nem que fosse por um segundo, saboreando o que tanto te passou, mas cada uma das certezas que te constrói virá, de espada em riste, para te proteger das loucuras que pagarias demasiado caro por reviver.

As verdades, algumas, incomodam os que não sabem o que tiveste que deixar de ser até seres quem és hoje, mas se lhes sorrir de forma segura, quem sabe não receberão um pouco do muito de que já és feita. Se fores compreensiva e tolerante com a sua pequenez, certamente que os conseguirás entender, porque não poderemos estar todos no mesmo patamar, não caberíamos e não nos conseguiríamos ver. Se não os carregares como o fazes contigo, o peso da sua cegueira será suportável. Algumas verdades vão sempre provar a uns quantos que vivem na mentira, mas esse é o percurso que lhes cabe, a ti cabe-te ser verdadeira para que te continues a respeitar. 

Para já tens o meu respeito por tudo o que fores capaz de fazer em prole de ti mesma, sendo o que seríamos todos, se já soubéssemos como!
QUERO LER O POST COMPLETO

O teu nada pode bem ser o meu tudo!

O teu nada pode bem ser o meu tudo!

O teu nada pode bem ser o meu tudo!


I could not believe that something so small and beautiful would cut me so deep.


O teu nada pode bem ser o meu tudo, por isso não podes, nem deves, desvalorizar o que sinto, porque poderás estar a deixar passar em branco o que para mim será, mesmo, importante. Não podes apelidar de nada, o que não entendes, perdendo o significado de quem deveria significar muito para ti. Não podes apenas olhar para o que te faz feliz e completa, se do teu lado não estiver quem se encaixe e sinta o que sentes tu.


Os dias correm bem mais acelerados quando temos a pessoa que reconhecemos, porque precisamos de saber de tudo, com a devida velocidade, para que não se percam os momentos que nos poderão manter, ao invés de desistir. O tempo e apenas ele, nos dará a face de quem entrou na vida que não queríamos continuar a levar da mesma forma, mudando-lhe o formato e ajustando-o para que caibam dois.

O teu nada por vezes assusta-me e deixa-me na insegurança que sempre sentirão os que ainda sabem pouco. O teu nada resulta num tudo que nos faz repelir quem precisamos de manter. O teu nada não é certamente o meu, porque sem ti sou tão pouco que nem faz sentido referi-lo. O teu nada só passará a ser o meu, de forma tranquila, quando formos ambos tão tudo, que nenhum nada nos consiga magoar.
QUERO LER O POST COMPLETO

Vou ser feliz com a tua felicidade!

Vou ser feliz com a tua felicidade!

Vou ser feliz com a tua felicidade!

Lashes, lashes, and more lashes!


Vou aceitar. Vou querer por ti. Vou ser feliz com a tua felicidade, é o que me digo e prometo, mas o vazio continua a alargar-se e com ele a vontade de que esta vontade de ti desapareça, tal como a parte de ti que levou todas as outras de mim. Vou jurar que farei o que tiver que ser, para que não precises de fazer mais nada, a não ser seguir, sozinho e ao teu ritmo. Vou repetir, uma e outra vez, que não terás que cuidar de mim, porque ficarei de novo de pé. Vou ser feliz com a tua felicidade, mesmo que ela não me inclua...

Sei que se acreditar em cada palavra que me impinjo, acabarei a recebê-las, uma a uma. Sei que já sabia tudo muito antes de ouvir de ti que não poderias continuar se continuasses comigo. Sei que me enregelei e afastei do mundo, mas ainda assim sorrio, finjo e engano os que julgam saber quem sou. Sei que mudei, mas vou continuar a fazê-lo até aceitar que não foste capaz de me ver. Sei que voltei a ser apenas eu, um pouco mais "pequena" do que antes, mas ainda assim a sobreviver à tua frieza e recusa em viver, um dia que fosse, da forma que te faria humano outra vez.

Vou ser feliz com a tua felicidade, mesmo que isso me custe a minha sanidade e me empurre de vez para o lugar de onde não poderei voltar a sair. Vou fazer o que me resta, porque sempre me restou muito pouco mesmo quando te tinha, vou aceitar que desististe de mim. Vou retomar a viagem, escolhendo desta vez a direcção e tentando, com tudo o que me restou de força, que seja para bem longe do local onde teria que te ver feliz sem mim.



QUERO LER O POST COMPLETO

Fica nos meus braços para sempre!

Fica nos meus braços para sempre!

Fica nos meus braços para sempre!

#amor #love #good #couple #namoro #namorados #casal #casais


Fica nos meus braços para sempre, foi o que te ouvi dizer tantas vezes!

Eu sei que te sentias bem comigo e que o dizias porque era mesmo assim que me querias. Querias que ficasse para sempre nos teus braços, a ver cair as noites. Ficar nos teus braços a falar de tudo e de nada, a sabermos do que sente e o outro e a sermos nós, eu e tu. Nos teus braços a acordar e a olhar o teu rosto que me oferecia o maior sorriso do mundo. Ficar nos teus braços para sentir bater o coração que me pertencia, usando o corpo quente que te saciava e me fazia mulher, a tua mulher. 
Fica nos meus braços para sempre, foi o que me bastou ouvir dizer que querias, quando dizias que me querias nos teus braços, para sempre.

Não foi nos teus braços que fiquei e não é para eles que corro de cada vez que me sinto pequena e perdida. Já não sei com que força apertam, nem ao que cheira o que já foi o melhor cheiro do mundo sempre que me aninhava. Já não encontro o olhar que se fixava no meu depois de cada abraço e quando era nos teus braços que terminava cada noite.


Fica nos meus braços para sempre. Foi o que te ouvi repetir uma e outra vez, mas não o deverias ter prometido...



QUERO LER O POST COMPLETO