Mesmo que queiram impedir-nos de ser, permaneceremos...

Vontade de você


Mesmo que queiram e que julguem que conseguem impedir-nos de sentir, eu sei e tu sabes, que já não é possível!

Nada do que vem de fora de nós tem mais poder, ou mais palavras do que as que nos passamos, a cada dia, bem lá de dentro, pelos corpos que nos pertencem e pelas emoções que criámos no momento em que deixámos de ser apenas um. Nada do que pensem os outros, circula no mesmo plano que os nossos pensamentos. Nada nos interrompe os olhares que só pousam onde importa, em mim e em ti ao mesmo tempo.

Amar-te é o que tenho aprendido a fazer, sentindo-te mesmo quando não estás onde te reclamo. Amar-te faz de mim esta pessoa, especial, com uma alma que envolve todos os planetas, porque me torno tão grande, quase imortal e capaz de ir onde eu me ordenar, porque também lá estarás. Amar-te tem sido como os movimentos que uso quando paro de me controlar e sou a mulher que sempre precisaste, tocando-te onde mais ninguém sabe, nem pode.

Mesmo que queiram decifrar-nos, entendendo o que por vezes nem mesmo nós conseguimos, porque o que se é raramente se explica, deixará de ser possível quando o determinarmos.

Não me importa quanto tempo levarás a alcançar-me, se os nossos momentos se ficarão apenas por este portal, ou se teremos que viajar, outra vez, para sabermos onde pertencemos. Nada do que está para além do que é nosso me interessa. Nada do que queiram ver quando apenas nós precisamos de olhar, muda o que quer que seja.

É bom que saibam, desde já, até onde consigo projectar-me para não te perder. É bom que acreditem que já aprendi o que precisava para te manter colado a mim e para que continue a ser tão bom quanto o foi no minuto em que te toquei. É bom que entendam que mesmo que queiram diferente, teremos que o querer nós primeiro.

0 Comentários