Sei que te magoaram!

By Sue Amado - março 20, 2018

Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Caio Fernando Abreu


Sei que te magoaram e deixaram de asa derrubada. Sei até que os beijos de antes nunca tiveram o sabor que acabaste a experimentar comigo, mas também sei que não fui eu que te magoei e que terás que saber deixar no passado, o teu passado!

Sei que te magoaram e que nada do que vês de mim e comigo, te permite afastar do que já viveste.
Sei que te magoaram até fazerem de ti este homem que recusa ter-me, por não querer mais dor.
Sei que te magoaram, mas eu prometi que te iria amar até que as dores se fossem, tão depressa quanto me instalaria, se ao menos deixasses.

Não me empurres. Não olhes para o lado contrário. Fala comigo, diz-me o que pensas e o que queres para nós, porque eu até sei que o "nós" existe na tua cabeça. Não me afastes meu amor, vem e fica comigo. Não desistas da felicidade que até já sentiste de mim, porque eu sei que sou a mulher que te serve.

Se me desses metade da oportunidade que outras já tiveram, eu saberia o que fazer com cada pedaço de amor que tenho para te dar. Se viesses até mim de alma aberta e me confessasses os teus medos, eu teria como te injectar cada emoção e todos os desejos que desejo partilhar contigo. Se ao menos entendesses que serei, sempre, a que te entenderá, conseguindo que me olhes e vejas como sou mesmo e como preciso de precisar de ti.

Sei que te magoaram, mas quero ser a que te encherá a alma e o coração, reservando o corpo, os toques e os beijos para que nunca duvides e para que me sintas até quando não me puderes tocar.  Quero ser a que imaginas, e se o que falta é dizer que ficarei, que nunca te deixarei e que nunca arriscarei desistir de ti, eu faço-o, desde que venhas e me faças sentir o que até sei que consegues.

Sei que te magoaram meu amor, mas também sei que não fui eu...

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários