Não me quero lembrar de ti!



O meu mundo fecha-se, ensombra-se e escurece quando me lembro de ti. Ter-te no pensamento impede o meu futuro de brilhar e nada do que conquisto tem o sabor que mereço. Saber o que fazes e com quem, deixa-me imóvel e dorida por dentro, por isso não me quero lembrar de ti. Não preciso de rebobinar as mágoas e os momentos que acabaram apenas por ser meus, porque nunca estiveste.

Não quero ser das que se afoga nas suas próprias lágrimas e se lamenta, dia após dia, pelo que não teve e nunca chegou. Preciso de ter sorrisos genuínos e momentos apenas meus, comigo e a saber do que sei para que chegue quem ficará. Não gosto do preto e branco quando posso ter o azul brilhante e que me alimenta a alma. Não aceito que não me escolham por inteiro e que não consigam ver como sou. Não quero dores eternas, nem amores que apenas um consegue sentir e é por isso que não me quero lembrar de ti.

Sei, melhor do que ninguém e ainda mais do que tu, a pessoa cujo nome já nem repito com medo de repetir tudo o que me fez sofrer, que sou capaz de tudo por mim. Sei que ninguém me voltará a tratar mal. Sei porque o determinei e cansei de esperar. Sei que a minha importância cresceu e que o meu olhar apenas se quer pousar em quem me olhe de volta e me ame como sou capaz.

Não me quero lembrar de ti como fazia antes e certamente que sendo assim, determinada e obstinada, o conseguirei fazer, sendo tão bem-sucedida em apagar-te, quanto fui em te reconhecer. Não me quero lembrar de ti, é uma ordem e vou acatá-la a partir de hoje!

Share this: