Quem será o meu homem?

by - junho 08, 2018

What Is The Ideal Length To Create The Mane?



Há dias como o de hoje, em que acordo a pensar como e quando aparecerá alguém na minha vida que mude tudo. Faço-me de forte, foco-me na minha profissão, nos meus livros, nas palavras que completam o meu Universo, mas não posso deixar de sentir falta de ti, quem quer que venhas a ser. A vida é feita de percursos e eu já percorri muitos, atingi muitas metas, cobri várias etapas, mas preciso de aceitar que sozinha jamais terá o mesmo sabor, por isso quero encontrar-te, tropeçar em ti, olhar-te e saber que és quem desejo!

Ainda não estou na fase do “invejar” as relações das minhas amigas, mas também já faltou mais! Acabei a aceitar sair com o Artur e…oh que desilusão, e que desespero sentir que sou uma desesperada, passo a redundância. Que homem bonito, alto, bem tonificado, de olho verde água, mas e passados trinta longos minutos, já sabia. “Deus me acuda e valha que não vou aguentar toda a noite nisto”. Há quem necessite de trabalhar o ego, mas para baixo. Gabou-se, encheu o peito de considerações acerca das suas capacidades, do nível profissional, das viagens, blá blá blá. E eis que tropeça e cai em cheio no chão, logo que me anuncia que as mulheres têm que ser protegidas, cuidadas, que são seres sensíveis. Pronto, não aguento mais e levanto-me brusca.

- Meu querido, adorei este bocadinho, mas não me apetece essa conversa de macho resolvido.

Ficou a olhar-me espantado e eu saí à velocidade de cruzeiro, faltava-me o ar, sentia-me ridícula, envergonhada, certamente que não iria entrar nesta espiral de quase blind dates, pelo amor da santa, ninguém merece.

- E estás à espera que o dito cujo te caia no colo? Certamente que o tal andará por aí, mas dá ao Universo a possibilidade de to mostrar.

- Minha querida amiga Ana, não sei se tenho estrutura emocional para isto. Deus sabe o quanto necessito de não me deitar a acordar molhada, cheia de vontade de ter alguém dentro de mim que me sacie, que me faça gemer, que me morda, beije…

- Uou mulher, calma, olha que também eu ando carente. Não abuses.

A gargalhada aliviou o desespero e uma vez mais adiei a estratégia, não sei muito bem como a definir, onde procurar, nem como fazer. Sei apenas que quero e preciso. Eu já sabia que estar só, sem companheiro, não era fácil, mas assim? Quem sabe um dia destes não estarei a contar boas novidades, quem sabe não terei a outra metade do meu tempo e vida mais preenchida, e não passarei a rir com gargalhadas verdadeiras. Por ora sei apenas que me fazes falta, que te sinto a presença, mas ainda não te vejo, mas um dia entrarás na minha vida pela porta principal e eu saberei que és tu!

You May Also Like

0 comentários