Estar feliz!



Estar feliz! Nada mais natural e conveniente para que possamos concretizar tudo o que nos propomos. A nossa visão fica menos turva, sabemos como fazer e até onde ir, porque a vitamina da felicidade se propaga a uma enorme velocidade e se estivermos de bem com tudo e todos, conseguimos tocar até o céu!

Quem é que não o experimentou já? Quem nunca esteve naquele estágio de euforia contagiante que nos fazia ver para além do nosso pequeno mundo?

Nós sabemos, claro, e também o queremos, mas nem sempre chegamos para ficar, nem sempre mantemos o que nos mantém felizes e acabamos a descer ao planeta terra, com todas as quedas eminentes, pedras e buracos, restando-nos apenas ir andando e tentando sobreviver.

Estar feliz já é bem mais do que um desejo, é uma necessidade, é a bóia que nos enviam quando ameaçávamos afundar, é o lugar de onde não deveríamos ter que voltar, mas é um desafio que supera em muito a nossa capacidade de reagir, de entender e de agarrar com ambas as mãos o que afortunadamente recebemos. Eu sei do que é feita a minha felicidade, e quem contribui para que a tenha, até aí já cheguei, mas depois de mim existem os outros, e sobre eles não tenho o mesmo poder, por isso adapto-me, trabalho mais, esforço-me o dobro e aceito o que não consigo mudar, caramba, mas era tão simples...

0 Comentários