Resultado de imagem para casal com ódio
i
Até que a morte nos separe! Isto é que se começará a dizer e a escrever, não quando os casamentos acontecem, mas sim quando se iniciam os divórcios. A batalha campal é tão grande, que os ódios se acendem e inflamam de tal forma, que muito dificilmente se separarão realmente. Quem permanece ligado, sobretudo pelo ódio, dificilmente conseguirá libertar-se e aparentemente apenas a morte permitirá o desligar de acusações mútuas.

Existem pessoas que mesmo após terem refeito a vida amorosa e já partilhando a cama com um ou uma companheira, continuam a desejar desgraças e a espalhar ódios. É triste mas real, e com a actual conjuntura do país, tem-se vindo a agravar. As pessoas lutam, e felizmente para os advogados, por míseros tostões, sofás, ou televisões, intentam acções judiciais e vão a tribunal gritar injúrias.

So sad and so useless!

Até que a morte nos separe deveria ser por muito amor, desejo e amizade, nunca por ódio.

0 Comentários