3.10.16

Sensíveis, nós?

Resultado de imagem para mulher a rir



Sensíveis, nós? Será que somos assim tanto, ou sabemos simplesmente com a usar para conquistar? À sensibilidade, claro!

Começo a perceber que o Universo feminino está a cada dia mais masculino, que pomos de lado as emoções mais "piegas" com receio de que nos defraudem e que nos deixem vulneráveis ou mais frágeis.

Eu sou sensível quanto basta e considero que não me retira uma grama de força, não me deixa incapaz de racionalizar e de ser eu em qualquer momento, porque a uso com quem é suposto e nas alturas em que posso e devo ser apenas um comum mortal.

Juntem resmas de sensibilidade ao bom senso e verão que a combinação é perfeita, sejamos homens ou mulheres. Mas afinal de que forma caracterizamos uns e outros, a tal da sensibilidade? Lembram-se de como era no passado? Não? Eu avivo-vos a memória:

. As mulheres choram demais.
. As mulheres complicam as relações porque querem sempre compromissos sérios e juntar trapinhos.
. As mulheres não se afirmam e esperam que seja o homem a decidir e a escolher tudo.
. As mulheres não têm arrojo sexual e têm que aprender a soltar-se.

Podia continuar com a lista sem parar, mas não é necessário. O que fiz foi apenas apontar umas quantas ideias que estavam tão enraizadas, mas que de repente, e após a tal mudança que "todos" desejavam, chegou. E com ela aconteceu o quê? Os homens deixaram de saber o que fazer com as mulheres do novo modelo. Raios que partam isto tudo. Então e não é que elas se transformaram no que não conseguimos controlar nem ler?

Sensíveis nós? Têm a certeza? Acho que os papeis se inverteram e não tarda uns quantos de vós terão que passar a vestir saias. Se puder escolher quero que sejam vestidos...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Blogs Portugal