Retrato em branco e preto


Descubro-te a cada passada. Vejo-te, melhor agora, de cada vez que te olho. Sinto as palavras que usas e consigo encaixá-las, dando-lhes sentido. A tua pele tem marcas e sinais que já encontro e os teus lábios deixaram de carregar segredos, mesmo quando prolongas os sons ou usas os silêncios.

Não sei de que forma nos aproximámos, nem porque teremos sido nós, um com o outro, mas o teu sabor é o que se mistura, de forma perfeita, em cada um dos que já tenho!

As relações são sempre mágicas, até as que não funcionam, porque duas pessoas têm demasiado vida para acrescentar. Duas pessoas são um caminho que nem sempre sentiram suave, mas que lhes foi "oferecendo" cada uma das almas que o cruzaram. As relações são muito mais do que mostram e queremos que se veja.

Os inícios são de uma descoberta desconcertante, de um encontrar de sonhos, ou derrapar de vontades. Tanto que fizemos e tanto que fomos deixando por fazer, até que, do nada, como se estivesse escrito, e até poderá está-lo mesmo, surge não a metade, mas a parte inteira que a nossa gostará de reconhecer!

0 Comentários