B e a c h y


Quando não somos nós, também não sou eu e os dias recusam-se a passar. Quando não somos nós, a solidão instala-se, teimosa, e recusa-se a sair até que nos voltemos a tocar. Quando não somos nós, sobra muito pouco que se queira fazer, mesmo que se faça.

Sinto a tua falta todos os dias, até quando estás, porque nunca me parece ser o bastante. Sinto vontade e necessidade de ser tocada, por mim toda, para que saiba, com toda a certeza, que estás comigo. Sinto a dor alastrar por cada parte do corpo que reclama a falta do teu e nada o sossega senão tu. Sinto o amor a crescer, cada vez mais, sem que mais nada precise de fazer.

Hoje não estivemos juntos e o hoje terá que passar rapidamente, por isso quero adormecer para te ter de volta. Hoje o meu respirar foi mais forçado, e nunca consegui que a outra parte de mim tranquiliza-se a que se manteve inquieta. Hoje soube, uma vez mais, que só fará sentido se formos nós!

0 Comentários