Woman Standing in a Field


Se eu fosse igual, não seria igual... Pode parecer uma contradição, mas depois da devida análise, percebemos que se tudo fosse igual, a nossa vida, a forma de pensar e querer, não seria igual, porque não melhoraria, não nos excederíamos na excelência e não passaríamos do passado.

Se eu fosse igual, sempre, não seria igual ao que sou hoje, porque me tornei e fiz por crescer. Não quero o mesmo do que aos 20, não olho de igual forma para o mundo como o fazia aos 30, já não me ensombro demasiado como fiz aos 40. Tenho, agora, uma sabedoria que todas as outras décadas me forneceram e com ela vejo para lá do que fazem muitos. A serenidade e a não pressa, deixa-me usufruir de mais, melhor. Se eu fosse igual, não seria igual nem interessaria a tantos, aos que me interessam, bem entendido. Se eu fosse igual não teria metade da força e determinação. Se eu fosse igual ainda não teria entendido do que é feito um amor verdadeiro. Se eu fosse igual à menina que sonhava porque sim, e em cada um viajava sem destino, não me sentiria com esta intensidade, gostando de tudo aquilo em que me tornei.

Nada poderá ser igual, nem o que já foi bom, porque quando passa, quando acontece, imprime-nos o que passaremos a carregar, até que nada volte a ser igual, mas melhor!

0 Comentários