Ma bulle


Todos nós choramos de uma forma ou de outra e pelos mais diversos motivos. Choramos quando termina um amor e quando não conseguimos manter o que tanto custou construir. Todos nós choramos de ódio, de raiva, ou apenas de dor misturada na saudade que só poderá deixar quem nos deixou. Choramos porque nos alivia, porque faz parte da cura e da limpeza interior e choramos pelo que consideramos chorar o outro, mas esta é apenas uma parte ou uma das versões da história completa, porque existem outras.


Enquanto nos permitimos imaginar de que forma sofrerá o outro, vamo-nos concentrando na sua tristeza, no olhar sombrio e nas palavras arrastadas, mas a verdade pode ser totalmente diferente, porque o outro vai continuar a viver e a fazer tudo o que já fazia antes. Não quero ser totalmente desprovida de sentimentos e vou dizer que muito provavelmente também sentirá uma pontada de tristeza, mas continuará a rir das mesmas piadas, ditas pelas mesmas pessoas e nos mesmos locais. Continuará a comer com o mesmo apetite e até voltará a incluir o que lhe dizias fazer mal, sobretudo se foi quem escolheu partir.

Não chores, não adianta, sobretudo se foste tu a encontrar coisas erradas e por isso te demarcaste delas. Se não as sabias aguentar então, aguenta agora e segue também tu e já agora aproveita para rir às gargalhadas com quem tem realmente piada e deixa ir quem nunca chorou por ti!

0 Comentários