saudades de ti


Já sei do que me vou arrepender e de quantas saudades sentirei do que não fui capaz de manter!
Vou-me arrepender de não querer retomar o amor que certamente me caberia. Vou deixar de viver acompanhada até nos silêncios e vou arremessar, para bem longe, qualquer respigo de todas as emoções de que sou feita. Vou-me arrepender de não ouvir as gargalhadas da minha outra pessoa, passando apenas a rir-me sozinha e para mim. Vou sentir saudades dos laços que inevitavelmente criaria com quem juntaria memórias para o depois. Vou sentir enorme saudade dos abraços tranquilizadores e que me manteriam numa segurança imaginária, mas doce. Vou sentir saudades do que teria para contar e que não passaria apenas por mim, mas que me teria em cada momento vivido com o amor que carrego dentro.
Já sei que terei muito mais sobre o que escrever e que o continuarei a fazer sozinha, não segurando a mão que manteria a minha cheia de certezas. Já sei que não terei a quem chamar de meu, nem a quem encostar a face fria. Já sei que poderei ver muito mais do que me rodeia, porque para isso terei tempo e demasiados momentos sozinha. Já sei que estou conscientemente a escolher o que se tornou claro...
Já sei que me vou arrepender de não ser mais corajosa e que inevitavelmente sentirei saudades de todo o amor que deixarei por fazer.

0 Comentários