O que farias hoje se ainda te escolhesse?
Nunca estiveste pronto, mas sei que já me quiseste muito. Abriste os braços desejoso de muita entrega, mas não tive como caber e acabei a sobrar. Nunca me aceitaste pela diferença e recusaste o que não conseguias entender. Como te entendo!

O que faria hoje se te tivesse sabido ler?

Não repetiria, mas iria certamente perder muito amor. Não caminharia com tantas certezas, mas é tão pouco o que é certo. Não te teria dito que te amava, tantas vezes, mas também não o iria ouvir.
O que faríamos ambos se nem tivéssemos tentado?

Provavelmente continuaríamos à espera de alguém tão certo, mesmo que no tempo errado. Não teríamos histórias para recontar e nunca chegaríamos a saber o sabor do outro...

0 Comentários