Mesmo que já não perguntes, ainda te respondo...

8.4.20


Mesmo que já não me perguntes, continuo a responder que ainda te amo. Muito provavelmente amarei sempre, desta forma que apenas se encaixa em ti, até quando um dia amar um outro. Já não penso, não a toda a hora, no que pensarás de mim, mas continuo a perguntar-me sobre o que farás e a quem amarás agora.
Uma vez no meu coração e nunca mais dele voltarão a sair, apenas sofrerão ajustes e arrumações, mas quem foi verdadeiramente importante e me moveu o músculo mais poderoso do corpo, permanecerá e será recordado. Gosto de manter as boas memórias e os sabores doces. Gosto de voltar a sentir na pele, mesmo que sem toque, quem já me tocou. Gosto de perceber que amei e fui amada por alguma razão, ter terminado foi apenas uma condicionante.
Mesmo que já não sonhe contigo a cada noite, por norma acordo pronta a deixar-te partir de vez, mas apenas para te voltar a receber. Mesmo que diga que já não temos mais nada para dizer, continuo à espera que me digas o que preciso para te arrumar.

Publicar um comentário

Feel Me © . Design by Berenica Designs.