Quando te vir outra vez...

by - abril 30, 2020



Quando te vir outra vez, vou-te dizer o que subtraí achando que teria tempo, que "amanhã" estaríamos de novo juntos e que talvez não fosse assim tão importante, mas era. Quando te vir outra vez não me impedirei de te abraçar muito para além das palavras. Quando te vir outra vez, ficarei a saber exactamente quais são as cores menos visíveis que compõem os teus olhos, aqueles que se iluminavam quando chegava. Quando te vir outra vez não vou permitir que a falta, a saudade e o distanciamento temporário se transforme em temporariamente definitivo.
Já estou sem ti há demasiado tempo. Já quase que perdi o cheiro que me passavas quando o meu corpo estava encostado ao teu. Já só te sinto quando fecho os olhos e percorro a tua silhueta distante. Já preciso de ti ao meu lado.
Quando te vir outra vez, vou usar de todas as nossas histórias para que novas se construam, sem qualquer afastamento físico, porque mesmo estando sempre juntos, em pensamento e no coração, precisamos ambos de renovar o olhar e o toque. Assim será!

You May Also Like

0 Comments