Muda-te para mudares!



Deixa-te ir devagar e embalada num ritmo que te faça sentido. Permite-te respirar de forma tranquila, deixando para depois o que não precisas de resolver agora. Aprende novas habilidades e usufrui do talento que afinal também tens. Reconhece-te nos silêncios, mas usa os sons para te dizeres o que precisas de ouvir. Procura o teu equilíbrio, ou permite que te encontre enquanto te manténs disponível para este estranho, mas maravilhoso mundo novo. Faz diferente, faz melhor, faz com alma e entrega. Faz o que apenas faz bem e nunca te faças mal, esquecendo-te de que és a pessoa que importa mesmo. Faz por saberes como se faz, mas não deixes de fazer por ainda não saberes.

Permite-te apreender o que te rodeia e percebe, em cada novo acordar, o que precisas verdadeiramente de mudar para que mudes da única forma possível, a que estará sempre certa. Permite aos outros que te entendam e reconheçam e facilita o processo que te facilitará o percurso. Permite-te ser mais e melhor, porque mesmo que tenhas deixado de acreditar, poderás ter sempre uma nova versão e ser a pessoa que a tua pessoa interior identifica.
Fica contigo mais vezes e abstrai-te dos que apenas te consomem e te impedem de estar alinhada com a tua energia. Fica no teu lugar seguro, mas arrisca novos, porque até os mais distantes e irreconhecíveis se poderão tornar surpreendentemente naturais. Fica em cada momento como se fosse o único e estarás a replicar muitos mais.

Publicar um comentário

0 Comentários