Nunca deixes de te escolher...

rouge

Não te deixes com dores que não tenhas forma de sarar. Não confies em ti quando desconfias de tudo o que sentes. Não ames devagarinho e nunca aceites amores que não te levantem ambos os pés do chão. Não te conformes com o que tens se não te sabe ao sabor que a vida oferece, oferece-te ao invés sentimentos que te façam sentir viva, ansiosa por mais um dia e com um sorriso que ninguém apaga.
Parecemos cada vez menos preparados para as exigências do coração. Chumbamos, uma e outra vez, em todos os testes e desistimos de nos testar quando as derrotas nos provam as incapacidades. Estamos muito mais vulneráveis ao que falhámos aprender, mas ainda assim recusamos escolher fórmulas que outros já provaram serem eficazes. Procuramos, sem qualquer plano pré-definido, pela pessoa que nos saberá curar, desviando o foco da verdadeira doença, a que nos infligimos por repetirmos os mesmos erros.
Não julgues que saberás como te escudar do que claramente chegará para te testar, ao invés escolhe reagir de forma diferente, porque apenas assim o resultado deixará de ser o mesmo!

Publicar um comentário

0 Comentários