Views

Archive

Etiquetas

Facebook

Avançar para o conteúdo principal

Já lá estavas...



Já lá estavas quando cheguei e o teu olhar procurou o meu em primeiro lugar. Tinhas a frescura de quem sabe ao que vem e o sorriso mais aberto e acolhedor que me foi oferecido, sem qualquer esforço ou cobrança. Não demorou muito para que te envolvesses nos nossos risos demasiado descontraídos e foi assim, nesse mesmo formato que nos abordaste sem nunca desviares os olhos dos meus. Já lá estavas quando percebi que tinha chegado ao lugar certo no único momento possível e foste, possivelmente, o melhor que me aconteceu em décadas.

- Por onde andaste a minha vida toda?

Não precisei de responder, de repente ninguém à nossa volta importava mais e iniciámos o que passou a ser a relação mais desejada e tão merecida que todos os dias nos lembramos do que representamos um para o outro. Temos, cada um, o que faz falta à pessoa que a nossa reconhece e conseguimos, sem qualquer esforço, dar o que nos alimenta corpo e alma. Somos o que nos faltava e a falta quase que nos corrói quando precisamos de nos afastar. Os minutos passam a longas horas e os dias nunca amanhecem com sol se não estivermos ao alcance do abraço que nos reservamos para que o mundo seja um pouco menos cinzento. És bem mais paciente do que eu e mesmo sabendo que te dou algum trabalho, conto com as tuas certezas para me assegurares do que sentes e para que nunca deixe de me sentir amada.

Já lá estavas, num dia que apagou todos os outros que existiram antes de ti e para estendermos os que fazemos por viver, à nossa maneira, connosco ao leme e fazendo as únicas viagens que nos levarão sempre ao interior do que somos realmente. Eu sem ti não sobrevivo e tu sem mim és apenas o homem que buscava por quem sabia existir, e não é que existo mesmo?

Comentários