Para ti sou bonita...



Sabe-me sempre tão bem ouvir-te falar da minha beleza e de tudo o que consegues ver para além de todos os outros. Sabe-me bem ser tão bonita quanto acreditas, tendo o que importa para quem quer tudo de mim e não apenas o que mostra o meu exterior!

Sou, muito provavelmente, tão bonita quanto consegues ver, talvez porque me mostro de dentro para fora. Falo-te sempre de forma tranquila, assertiva e determinada, querendo o que também queres e dando-te o que já esperávamos ambos.

Ser assim, ser vista assim, sem ter que me esforçar e sem desesperar no desespero que sempre nos provoca quem não sabe como nos ver. Ser assim, com o que aprendi a tirar de mim, levando a que me também me vejas, sossega-me e tranquiliza a minha necessidade de mostrar do que sou feita.

Sou bonita para ti, porque te dou, sem máscaras, cada parte que acumulei. Sou bonita para ti, porque aprendi a sê-lo também para mim. Sou bonita para ti, porque não estou zangada com nada nem ninguém que não tenha sabido o que agora  já sabes. Sou bonita, bem mais agora, porque amar-te me rejuvenesce o olhar, a pele e deixa que a boca te "grite" tudo o que faz sentido.

A vida sem amor, sobretudo o que sentimos por nós, não permite que espelhemos as partes que importarão quando muitas outras se partirem. A vida sem a tua forma de me olhares, impede-me que querer ser mais bonita do que sou já, porque se não me passar para "", então estarei a fazer mau trabalho. A vida, apenas com o exterior, não deixa espaço para que bem dentro de mim sinta a beleza que os outros conseguem ver. A vida meu amor, até quando chego a duvidar da beleza que me dizes ter, só fará mesmo sentido quando e enquanto eu souber cuidar do que acabarei a espelhar e o que ele me diz, o espelho, mesmo sem ser mágico, é que sou tão bonita quanto me fizer.

Share this: