Feelings


Haja o que houver, vou estar aqui e ser a mesma até quando mudar, porque apenas mudando terão o melhor de mim. Haja o que houver vou esperar pelo que me cabe, mas já não esperarei por ti. Já sei quem és. Já sei o que não me podes dar. Já sei que te deixei ir...

Haja o que houver o futuro será sempre o dia depois do hoje que faço por melhorar. Haja o que houver nunca mais voltarei a reclamar, apenas a aprender a aceitar o que não tenho como controlar. Haja o que houver, não te irei culpar do amor que soubeste dar, nem do que te dei em demasia, afinal acabámos os dois a ter o que nos servia. Haja o que houver vou aceitar que o tempo me foi dado na íntegra e que fiz com ele o que sabia.

Se estivesse um dia que fosse mais à frente, não teria a força que me construiu, nem teria viajado tanto pelo meu interior. Não me esqueço de nada do que importou, mas faço escolhas maiores de cada vez que solto as mãos que não me seguram. Se o que me carregou de sombras não tivesse passado, passaria a saber ainda menos e a conseguir muito pouco.

Haja o que houver, nunca terei medos maiores do que sou e nunca serei maior do que a necessidade de nunca me sobrepor aos que também importam. Haja o que houver, prometo-me continuar a prometer apenas o que serei capaz de cumprir.

0 Comentários