A cada primeira vez...

by - dezembro 06, 2017

Natalie Portman                                                                                                                                                                                 Mais


É sempre na primeira vez que nos apegamos, ou afastamos para sempre, e na nossa primeira vez soube-nos tão bem que ficámos!

A primeira vez que te olhei com atenção, aceitando que poderias mudar-me, vi o que já falhava há algum tempo, enquanto me fixara num fantasma, em alguém que só existiu porque o criei.
A primeira vez que me tocaste, com a minha permissão, e olha que me arrepiei agora só de o pensar, senti que estavas certo, que a tua insistência tinha valido a pena e que ser tua era tão natural como me encostar a ti, apenas e sem mais nada que exigisse tratados sobre relações.
A primeira vez que fizemos amor, soubeste esperar, deste-me espaço e tempo para te aceitar e quando o meu corpo se entregou, tive TUDO, da forma que eu imaginava e foi bom, sem esforço,  sem fantasias nem fingimentos. Ainda te consigo sentir e ouvir, a força em algumas palavras para me excitares e a tranquilidade em todas as outras, para me restaurares e podermos recomeçar.

Na primeira vez, após ter achado que poderias ser tu, sei que me dei e que te mostrei quem era, fui talvez mais do que poderias segurar, mas fui eu, do princípio ao fim. A primeira vez que percebi que não poderíamos continuar doeu, e quase que tive vontade de recuar, mas existe uma primeira vez até para estarmos errados na nossa avaliação, por isso deixei-te ir, assim terás forma de seres também tu o que és, sem artifícios e sem precisares de me impressionar, já não!

You May Also Like

0 comentários