Bottom Ad [Post Page]

Labels

Main Tags

Author Description

Hey there, We are Blossom Themes! We are trying to provide you the new way to look and use the blogger templates. Our designers are working hard and pushing the boundaries of possibilities to widen the horizon of the regular templates and provide high quality blogger templates to all hardworking bloggers!

Post Page Advertisement [Top]

Avançar para o conteúdo principal

Tu és quem sonhei!


Desde que sou gente me lembro de passar as férias de verão na cottage da ilha do Farol. O meu pai era arquiteto e a mamã escritora e revisora de livros para uma editora Londrina. Todos os momentos lá passados foram de pura felicidade e descoberta da vida, da natureza e do enorme amor que ambos sentiam por mim.

Revezavam-se no trabalho que mantinham para poderem, ora um ora outro, estar comigo. Dávamos grandes mergulhos, andávamos de kayak, percorríamos a ilha a pé, pescávamos e na maioria das vezes ficávamos deitados sobre a areia enquanto me contavam histórias da família, dos meus antepassados, da forma como se conheceram e do quanto ainda se amavam.

Num dos regressos a casa, quis o destino, o azar e o infortúnio, que ambos me fossem levados num brutal acidente do qual escapei ilesa, tendo-me disso lamentado anos a fio. Porque não morrera também? O que me restava agora? Mas eis que cresci. Fiz-me uma mulher. Sou bem-sucedida, profissionalmente, viajei pelo mundo e descobri-me, nunca me esquecendo de onde vim e a razão porque amo com intensidade.

Decidi que compraria a cottage e foi nela, enquanto numa noite de inverno, enroscada no baloiço da varanda e bebendo um cacau quente, te vi aparecer como se de uma visão se tratasse. Levantei-me de mansinho e mesmo num degrau mais alto, senti-te gigante, imponente, de olhar intenso que me desnudou a alma. Falámos noite fora, do que fazíamos ali, o que esperávamos da vida e num fim-de-semana completo ficámos a saber de nós. 

Amámo-nos fisicamente até à exaustão, até não podermos fazer nada mais que não olharmo-nos e sorrirmos perante a coincidência que nos juntara. Descobri os teus lábios, quentes, doces e experientes. Deste-me beijos que me sugaram o ar e me fizeram querer abandonar o corpo de tanto prazer. Não esperei em vão por um corpo que afinal se ajusta ao meu, por carinhos que me recordam que ser mulher também é isto, ter sensações tão intensas que nos permitem viajar sem sair do chão. 

Tu és quem sonhei, mesmo sem rosto. Tu és o homem que me devolveu o amor que antes tive e que hoje sinto que manterei, tal como a casa onde me ensinaram tudo o que sei, sobretudo a amar!

Comentários