Bottom Ad [Post Page]

Labels

Main Tags

Author Description

Hey there, We are Blossom Themes! We are trying to provide you the new way to look and use the blogger templates. Our designers are working hard and pushing the boundaries of possibilities to widen the horizon of the regular templates and provide high quality blogger templates to all hardworking bloggers!

Post Page Advertisement [Top]

Avançar para o conteúdo principal

Saí de circulação...


Feelme/Saí de circulação Etiquetas: Me!
Imagem retirada da internet
Apaguei contas e deixei de estar onde alguns me esperavam. Agora sou apenas eu, outra vez. O final do ano lectivo está aí, não tarda, e com ele a viagem, não a da minha vida, mas a que a mudará por completo!

Vou-me expurgar, curar por dentro, deixar que as feridas sarem, mas sem qualquer mágoa, estou totalmente aberta a ajudar, como sempre o fiz, quem precisa de mim, e assim sei que terei a ajuda necessária.

Não quero ninguém a substituir-te, não me apetece, sequer, que se aproximem demasiado, e não tenho que continuar por esse caminho, porque preciso de voltar a ser a que importa realmente e a não me deixar levar só porque me dói.

Já estou de novo no casulo, como até dizia hoje o meu pai, mulher azeda, dura e enxertada, outra vez.

- Mas não há quem te adoce minha filha?

Pois, pelos vistos não há por aí gente com talento, e desculpem lá, mas não me parece que a culpa seja minha, eu sou a mesma, do início ao fim, NÃO, correcção, eu melhoro com o avançar do tempo, porque se peço mais é porque também consigo dar mais. Eu consigo ser meiga o suficiente para que a outra metade se conforte e se sinta no lugar certo. Eu consigo preocupar-me, genuinamente, com quem me faz falta e me preenche os dias. Eu estou sempre a cem por cento quando reconheço, e por tudo isto recuso uma culpa que não tenho.

Estas coisas levam o seu tempo, eu até o entendo, porque levei uns quantos anos a limpar da pele alguém que agora até me consegue fazer rir, com quem mantenho uma saudável relação, simplesmente porque deixou de me estar dentro. O teu tempo também virá, mas desta vez, e para que eu me reveja na força que digo ter, não usarei ninguém como tampa, não deixarei que o meu corpo seja tocado, nem a alma preenchida até que te tire completamente e aceite que não és tu, que nunca o foste, apenas o desejei eu e sozinha não adianta que queira porra alguma, porque não chegará e se chegasse eventualmente, nunca seria como preciso.

Saí de circulação, vedei acessos, fiquei temporáriamente, indisponivel!

Comentários