- Porque será que tenho a sensação de que não voltarei a ser inteiro se não te tiver e se não estiver bem dentro de ti?

Quando falas assim fico desarmada, com muito pouco para dizer, ou com tanto que até tremo. Sinto um medo real de te dizer o que também sinto e despoletar todas as emoções que pareces usar, para que eu possa reagir e deixar-te vir, instalar e provar-me que estou errada.

As relações entre duas pessoas, por norma não chegam da forma que visualizámos, ou vêm tranquilas.a crescer com o tempo, ou vêm de rompante, a abalroar tudo à sua passagem. As relações por vezes levam-nos numa montanha russa de emoções que se terão que viver para que se chegue ao final da viagem. Tu e eu chegámos, na última versão, a sermos tanto que nos parecemos sufocar, consumindo-nos o ar, a pele e o corpo.

Não sei qual seria a probabilidade de nos reatarmos, se já nos tínhamos visto antes num registo diferente. Mas eis que vem um dia e tudo muda, até o pensarmos em nós, um no outro, passa a ser o que fazemos melhor .

Sei que vais acabar a ter-me e que já não haverá forma de nos pararmos. Sei que já começámos o que só irá continuar se a chama se mantiver e se o toque for o que esperamos ambos. Sei que tenho que parar de te parar, e que apenas deixando-me ir poderei ter certezas.

Não sei que raio fizemos nós, mas parece ter resultado!

0 Comentários