art, artistic, blur


Amores MUITO especiais!

Quando é que os reconhecemos? Quando é que entendemos estar perante um amor MUITO especial? O que sabemos agora que não sabíamos antes, e de que forma entendemos melhor quem nos chega?

A evolução emocional mostra-nos o que não teríamos forma de ver quando ainda apenas "gatinhávamos". Estarmos mais seguros de quem somos e de que forma poderemos influenciar os outros, confere-nos uma segurança que não explicamos. Entrarmos numa dimensão nova, mais bem preparados, permite-nos absorver, usufruir e continuar a aprender sobre nós mesmos.

Alguns amores são mesmo muito especiais, por tudo o que nos trazem e ensinam. Nem sempre ficam, isso já todos percebemos, mas talvez aconteça porque o que teriam que nos mostrar ou fazer sentir, já o foi e por consequência... Não parece justo, porque na maioria das vezes a dor permanece para lá do tempo que queríamos suportar. Alguns amores, muito especiais, fazem-nos sentir a pessoa mais bonita e importante do planeta, mas nem isso parece ser o bastante para que fiquem. Não consigo sequer imaginar o conflito interior que se instala. Não sei o que fazem, ou deixam de fazer, para se retirarem, quando a vontade era ficar. Não sei se entendem que têm uma missão, ou se apenas se arrastam pela vida, curando os outros. Não sei se as atraímos, porque nos fazem falta, ou se nos são enviadas, para que sejamos testados. Alguns amores, MUITO especiais vão apenas ser isso e pelo tempo que os conseguirmos sentir!

0 Comentários