Podes fazer tudo, se o tudo justificar o que sentes e precisas. Podes sempre imaginar-te de forma diferente, mas sendo do único formato possível. Podes tanto, até quando duvidas do teu poder. Podes ter medo, de quando em vez, percebendo que se te impulsionar deve ser mantido, mas que se por outro lado te tolher os movimentos não poderá ficar. Podes amar muito e esperar muito amor de volta...

Podes fazer tudo e podes encontrar a melhor forma de acreditar em ti primeiro. Podes deixar que os sentimentos bons cresçam livremente sob a tua pele, espalhando-se pelas veias que te alimentam e mantêm viva. Podes ver claramente se não te cegares e podes ser vista se deixares. Podes tanto, basta que acredites e acreditar diz muito sobre o que já sabes de ti.

Podes parar de te esconder das emoções que te libertariam do que te aprisiona há muito. Podes sempre deixar ir quem te abandonou quando precisavas, aceitando quem chegou e está pronto. Podes esconder a cabeça, não olhando para o lado de lá da tua vida, mas certamente que já não poderias ser tão feliz quanto te imaginaste. 

Podes fazer TUDO, começando agora, neste momento que é o certo, porque só fazendo o que te sossega a alma estarás capaz de fazer TUDO o resto!

0 Comentários