Views

Archive

Etiquetas

Facebook

Avançar para o conteúdo principal

Como tratas o teu coração?



Trata bem do teu coração, para que juntos encontrem o melhor caminho!

A verdade é que tenho cuidado pouco do meu, camuflando o que sente e relegando-o para segundo plano, porque considero que o pragmatismo me protege, no entanto ele está "aqui", comigo, o tempo todo e precisa de ser ouvido e entendido. Preciso de me afastar dos ruídos ensurdecedores que me tolhem o discernimento e mantêm acordada até quando julgo dormir. Tenho que saltar do muro alto e colocar-me à vista do resto do mundo. É urgente que me defina e que bata ao pé quanto ao onde, o como e ao quando, porque no final dos dias, serei apenas eu ao leme dum barco que não pretendo desgovernado.

O que preciso para me sentir em casa, sossegando a eterna vontade de me mover? Qual a direcção certa para acertar o relógio interior e simplesmente pertencer? Como recuperar a génese, devolvendo-me o início que afinal também tive?

Eu e o meu coração vamos ter que conversar seriamente sobre o que nos move, tentando chegar a um consenso e prometendo-nos o cuidado que apenas nós nos devemos.

Comentários