Deixa de te arrepender do que não fizeste e começa a fazer, por ti, tudo o que tornará esta viagem mais tranquila, ainda que revolta, aqui e ali, para que te recordes de que estás viva. Deixa para lá as mágoas, aceita as incapacidades dos outros e torna-te mais capaz de atingir tudo aquilo que desejas sem tropeções nem arremessos gratuitos. Deixa de acreditar que podes mudar os que nunca se dispõem às mudanças, nem que seja por um dia. Deixa de permitir que te ditem as regras que não tencionas cumprir, porque apenas servirá para que te drenem as energias. Deixa de ser apenas uma versão pequena da tua grandiosidade inata e mantém-te a acreditar no que ainda és capaz de fazer. Deixa que os outros façam as suas escolhas e que vivam de acordo com cada uma no processo, se não te identificares, afasta-te, mas nunca lhes desvies o caminho óbvio, porque assim o determinaram. Deixa de arranjar desculpas para tudo o que não fazes e faz das inúmeras oportunidades que ainda vais tendo, a mistura certa para o teu crescimento anterior. Deixa de te adiar, começa já hoje!