29.4.16

Permitir que se viva!

Another very-high-key beauty shot... still very intense... interesting how the added shadow under the eyebrow ridge extends the line of the eyebrow inwards...:

Sermos nós em todos os momentos, é uma tarefa que não serve a todos. Provarmos aos outros que a nossa consistência, a tal que até pode ser mais moldável, nos deixa mais seguras para a segurança de que se alimentam, dá-nos um enorme trabalho. Permitir que se viva, cada um da sua forma, a serem o que acharem que devem, tira-nos pesos de várias toneladas e liberta-nos de prisões emocionais.

te consigo olhar, a ti e a ti também que me falhaste de alguma forma. te consigo ler e entender, porque não és feito da minha massa, não sabes cantar as mesmas canções e não precisas de dançar as mesmas músicas. reconheço os meus próprios erros e já sei porque sabia tão pouco contigo.

Andarmos por "aqui". Estarmos mais atentos a nós e aos outros. Querermos mesmo o que é possível, porque tudo já foi inventado. Sonharmos, a dormir e acordados. Corrermos, velozes ou de passos mais suaves. Rirmos com risos abertos e chorarmos com choros desesperados. Tudo isto somos nós a permitirmo-nos viver.

Já sei permitir que os outros sejam os outros, mas mostrando-lhes que terão que me deixar a ser eu!

Permite-te evoluir, regredir, começar e recomeçar tantas vezes quantas necessárias, para que nada pare nem seja estático. Permite-te acreditar no que todos duvidam, porque podes, porque consegues e porque serás sempre tu primeiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A cada toque ficamos mais próximos!

Vou sabendo, cada dia mais, que a tua mão está determinada na minha. Vou sabendo, até quando os outros falam mais alto, por cima do que ...