white... and a bit of black



Aparentemente é mesmo aqui, neste pedaço de mundo, que tudo é visto, revisto e cobrado. Tudo o que fazemos, sentimos, dizemos ou deixamos por dizer, tem repercussões no que ainda estiver para chegar.

Será que o que vai volta? Podes estar confiante que sim. Volta sobretudo o que fizeste por merecer, cada dia desperdiçado e todos nos quais te estatelaste toda por não entenderes que tens que dar para receber, sempre e não só quando te apetecer. Vai voltar o arrependimento, as dores que infligiste e a solidão a que vetaste quem te procurava. Vai voltar o desamor e o desrespeito com que trataste quem te escolheu. Vai voltar o tempo sem qualquer tempo de qualidade e a incapacidade de mudares só que seja o pensamento. Vai voltar o medo que injectaste nos que se impediram de ter medo para te conquistar.

Será que o que vai volta? Volta tão rápido quanto a tua vontade de colocar uma pedra no que não te serviu, porque se apenas usaste e forçaste a que não tivessem vontade própria, um dia vais ter vontade de voltar para trás, mas já não serás capaz...

0 Comentários