Já tenho luz que me baste!

chiquinha tranca 10

Já há tanto de mim que reconheço, que o que falta aos outros perceber e a forma como falham saber quem sou, me importa muito pouco, até porque deixei de me importar com os seus nadas. Já não me interrompo, nem aos pensamentos que me levam para todos os meus lugares prováveis e possíveis. Já não sonho com amores desmedidos, nem sinto falta do que afinal nunca me faltou, porque sentir tem que fazer sentido e tem que se ajustar ao que soubemos acumular. Já não há ninguém, vivo ou por nascer, que me tire a paz que mereço para que os que amo usufruam de todas as gotículas de esperança, determinação e positividade de que sou feita. Já não fica dentro do meu peito nenhuma saudade, vivi tudo da forma que me sabia a certo e certamente que não cheguei "aqui" por nenhuma coincidência. Já só danço as músicas que me elevam e parei de tentar elevar os que estão tão surdos com os barulhos que eles mesmos fazem, que nada mais me resta fazer a não ser desejar que se reencontrem. Já não receio as partidas, foco-me bem mais nas chegadas e agora sei que chegarei a casa a tempo.

Já tenho luz que me baste para que nunca arrisque a escuridão que rodeia tantas almas sozinhas por incapacidade e corações vazios por escolha. Já não terei como sentir a solidão de que se queixam os que não se esforçam por ser as suas melhores companhias, porque me faço acompanhar dos sentimentos que me deixam a sorrir por dentro. Já não deixo NADA por me dizer, porque aos sempre disse tudo!

Publicar um comentário

0 Comentários