Are you a people pleaser?

outubro 26, 2021



People pleaser, não sou nem tenho perfil para. Recuso-me a ser a pessoa que apenas faz o que deixa os outros bem e que se sonega o direito de dizer o que lhe vai dentro, sendo real e verdadeira. Comigo não existe a opção de fingir sorrisos, usando os amargos intestinais nas costas. Nunca faço favores e não papo grupos apenas para fugir à solidão, até porque quando nos sentimos sozinhos, os outros nunca terão forma de arrancar o sentimento, por mais barulho que façam.

Já ouvi e é muito comum nos dias de hoje, o lema do "eu sou assim e ou queres ou queres", isso é prepotência e narcisismo. Nunca precisei de levantar a bandeira da malvadez, sendo rude e propositadamente desagradável, apenas para fazer valer os meus pontos de vista. As palavras já foram todas inventadas, por isso embora lá usá-las, cada uma para a respectiva emoção ou sentimento. No entanto, tenho alguma acidez para os ácidos, dureza, para com os rudes e ironia para com os que se fingem de burros, porque a verdade é que não existem pessoas burras, apenas limitadas e indisponíveis, sobretudo a aprender.

People pleaser, NÃO mesmo, porque nem sei como o faria, seguramente que me esborracharia inteira na primeira frase, é que finjo MUITO mal. What you see is what you get ( o que vês é o que recebes) sem tirar nem pôr, para o bem e para o mal, mas posso afiançar que quem comigo priva, por me merecer respeito, terá sempre lealdade, solidariedade, tempo de qualidade e coração, porque esse sempre esteve no lugar certo.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.