Tenho todo o amor que escolhi!

3.7.20

Just Breathe — galsgadot: Mila Kunis for Gemfields, 2014.

Tenho todo o amor que escolhi e que distribuo, deixando de me sentir sozinha até quando a solidão se aloja nos ossos. Tenho mais certezas desde que me atribuí o poder que não esbanjo com quem se mantém sozinho, pequeno e sem sonhos que lhe temperem a vida. Tenho cada vez mais vontade de estar exactamente onde o corpo se reencontra com a alma que não posso abandonar. Tenho sentimentos que nem o tempo apaga e que me levam de volta aos momentos que se multiplicaram para que chegasse até aqui...
Quando decidimos, tudo se torna mais real e claro. Quando do nosso lado estão as pessoas que transformam cada viagem e lhes conferem significado, acordar acontece sem qualquer peso, mesmo que o mundo esteja assustadoramente pesado e sem respostas que nos completem todas as perguntas. Quando a nossa vontade de estar bem nos enche dum brilho que ninguém ignora, ignoramos a mesquinhez e a imaturidade emocional.
Tenho vontade de reconquistar a menina que nunca duvidou de si, mas que não era assim, não neste formato e não com esta coragem. Preciso dela para complementar a mulher que me tornei, tornando-nos a ambas mais capazes. Tenho sentimentos tão especiais que facilmente percebo quem será especialmente benéfico na minha vida. Tenho o que deixará rasto para que os meus me sigam, de forma confiante e sem recearem que me quebre. Tenho mais um dia para ser tão feliz quanto me permito.

Publicar um comentário

Feel Me © . Design by Berenica Designs.