31.5.20

Pensamento!


Os que não evoluem serão sempre escravos da sua natureza!

Eu sou ela...

Michael and Inessa Garmash

Quero ser tudo o que ela é. Quero continuar a sentir esta admiração e respeito. Quero rever-me no que faz acontecer e é tanto o que acontece apenas por ser ela mesma. Quero sentir-me mais segura enquanto a sua segurança me inebria e impele a ser ainda mais parecida. Quero prosseguir com mais clareza e crença nesta selva a que chamamos de mundo. Quero sentir que as forças me invadem quando a respiro e respirar com ela, sabendo que a terei por perto e que a tenho porque já me tem, aumenta o poder que os outros tão claramente conseguem ver. Quero ser esta pessoa nova e renovada por saber que a mulher que atravessa cada dia comigo, é verdadeiramente quem reconheço!

30.5.20

Não há NADA que o foco e a determinação não consigam!


Não há NADA que o foco e a determinação não consigam. De algum tempo a esta parte passei a ter a real noção do meu poder sempre que a vontade férrea se cola ao meu interior. Posso TUDO e arranjo sempre uma maneira empreendedora e criativa de chegar ao meu ponto de partida, passando daí para o que TEM que ser feito. Não voltei a procurar as desculpas que me arrancam o poder que só poderá ser o meu. Não me deixar ficar no "mundo" dos queixumes e do arrependimento. Ninguém poderá saber do que quero e como me sinto quando me imagino no meu lugar. Ninguém poderá caminhar pelos meus passos, afastando o cansaço que ainda se instala, mas que rapidamente afasto para não me afastar de mim. Ninguém acordará com a minha determinação, nem será capaz de sentir a força que me invade quando sou invadida pela força. Ninguém sabe do que já aprendi, mesmo que o tente ensinar.
Estou apaixonada pelas pessoas que mostram o que as move e chegam longe, com trabalho, mas ainda com muitos sonhos para concretizar. Deixei de perder tempo com quem recua mais depressa do que avança e que se segura para evitar sentir a felicidade que não sabe explicar. Nunca mais aceitem o SIM como resposta e passei a usar muito mais o NÃO que me impede de ser e fazer o que determinei.
Não há nada que não seja capaz de fazer com as capacidades que adquiri, com propósito e trabalho. Não há nada que alguém possa fazer para me impedir de continuar a ser muito mais do que pareço não agora e seguramente que nunca mais lá para a frente.

29.5.20

Há amor que baste para todos, só temos que o querer receber!

Amor

muito a acontecer neste novo mundo do amor, com formatos que ainda não entendemos, mas aos quais teremos que ceder. uma maior vontade de estar bem com quem escolhemos, sabendo que os começos poderão ditar tudo o resto, mas demasiado medo do que deveria ser simples. uma nova loucura instalada quando nos referimos aos que nunca poderão ser apenas a nossa metade, porque de contrário nenhum se sentiria inteiro, mas que nos faz recuar rapidamente quando se torna difícil, desistindo quando o ideal seria lutar. demasiada aceitação nas perdas, talvez porque abundem os casos de insucesso, mas se não nos focarmos em quem precisamos de ter ao nosso lado, começar nunca passará disso mesmo. muito amor encolhido e mal distribuído. vontade, mas acaba a ser directamente proporcional ao medo. quem ainda esteja à nossa espera, mesmo que não o vá fazer para sempre.

Há amor que baste para todos, só temos que o querer receber.

28.5.20

Enche-te de coragem e aceita a diferença!

Qual é a sua crise?

Enche-te de coragem e rebenta a bolha na qual tens vivido e que aparentemente te protege dos outros, mas te afasta do novo. Aprende a olhar para os que são diferentes, aceitando-os e percebendo que existe alguma coragem envolvida no respeito que lhes permitires. Pergunta-te sempre se vives no formato certo e se é realmente certo que abraces as mudanças saindo do teu lugar "seguro".
Gosto de acreditar que teremos, alguns de nós, a capacidade de defender os que sentem de forma diferente e que apenas querem ver-se bem representados e é por isso que quando me insurjo perante o errado, também contribuo para um mundo que me servirá melhor.
Se não estivermos abertos à aprendizagem do novo, não teremos forma nem de melhorar nem de evoluir, daí a necessidade de percebermos os que por aqui andam, enquadrando-os e reservando-lhes o lugar que escolheram, sem dramas nem apontar de dedos. Sabermos que ser o "outro" pode criar limitações e lacerar sonhos, deverá colocar-nos um sorriso mais aberto nos lábios e uma maior abertura para que caibam tantos quantos os que necessitaremos para sermos melhores seres humanos.
Enche-te de coragem e aceita a diferença!

27.5.20

Tenho o coração fechado!

Locked Up Tight

Ainda é um pouco difícil para mim aceitar que quanto mais resolvida estou, menos incluo o amor nos planos. Já não lhe sinto a falta, nem das conversas a dois, nem dos passeios de mãos dadas. Não me visualizo a ter um outro coração exposto ao meu, sentindo-o bater de forma intensa e descontrolada. Não o procuro e passo a desejar ardentemente que não se cruze comigo.
Não deveria ser assim e a opção de estar sozinha teria que ser contrariada e afastada, mas o certo é que o sabor que retiro de cada novo dia comigo, me sabe a certo e a natural. Não deveria estar conformada e muito menos serenamente impávida e desinteressada, porque isso só poderá significar que ninguém interessante se cruza comigo; não deveria manter os braços cruzados, nem os olhos distraídos; não deveria estar tão bem assim...
Ainda não sei do que serão feitos os meus dias lá mais para a frente, mas deixei de ter medo de já não "te" ter, quem quer que pudesses vir a ser. Ainda não entendi como cheguei a este agora, mas uma vez que aqui estou, só me resta aproveitar a viagem, até porque com ela tem vindo a serenidade de que me alimento. Ainda não sei se alguma vez voltarei a falar do amor que me coube, mas falarei sempre do amor que chega aos outros e os muda, para o bem e para o mal.

26.5.20

Para transformar o amanhã, terei que já ter começado hoje!

❈ #Fαηʈαsʈ¡c❈ *~•

Para transformarmos o nosso exterior, o que carregamos diariamente e os lugares para onde nos levamos, temos que nos transformar por dentro. Por vezes pensar fora da caixa é o que nos deixa com a sensação de pertença e arriscar será sempre o menor risco, porque parar, desistir e não empreender, é o que nos prende da forma errada ao mundo que não queremos chamar de nosso.
Quando e de cada vez que sinto que não estou a ter ou a dar o meu melhor, é porque não estou mesmo e o vazio instala-se, o bichinho do movimento começa a picar-me a cada segundo e a necessidade de fazer algo diferente para não ter os mesmos resultados, cola-se tanto, que arrancar a ideia seria destruir o hospedeiro.
Recuso as limitações do meu ADN ou biologia. Recuso a ideia de não ser um agente diferenciado e único. Recuso a infelicidade como um meio de entender a felicidade possível. Recuso a falta de optimismo inato, porque é ele que nos mantém saudáveis e permite uma vida mais longa. Recuso os pensamentos carregados de lixo tóxico, porque a minha leveza é o que me permitirá voar mais alto e muito mais longe.
Para darmos início à viagem que nos espera desde que nos conhecemos por gente, precisamos de já saber o bastante sobre cada posicionamento do único corpo que nos acompanhará e da única essência que nos distinguirá dos que não vêem quando olham, nem sequer ouvem o que sabiamente lhes gritam.
Para transformar o amanhã, terei que já ter começado hoje!

Mais 1 ano para mim!

Free Emoji Birthday Greeting Cards

Crescer e sentir cada ano a passar, não nos traz por si só sabedoria, temos que saber crescer com a capacidade de carregar devidamente os anos que ficam para trás, mas que nos influenciam no agora!
. Mais 1 ano, mas mais uma possibilidade de recomeçar, de reavaliar e de restaurar cada momento mal vivido. Só temos o agora; só somos o que mostramos e damos hoje, porque com o ontem já se foi a possibilidade de corrigir e no amanhã apenas o que entendermos ser realmente importante;
. Mais 1 ano a provar-me que é neste formato que me reconheço, porque sou sempre a que se disponibiliza a crescer cada vez mais, dando o melhor de mim a mim mesma;
. Mais 1 ano em que TUDO o que esperei começou a chegar, mas sabendo que TUDO o que ainda espero já vem a caminho;
. Mais 1 ano e mais uma oportunidade de atapetar convenientemente o meu caminho. São tantas as possibilidades quando alargamos o ângulo de visão e são tão grandes as certezas quando sabemos do que sentimos e nos falamos;
. Mais 1 ano atípico, memorável e não apenas pela negativa; enriquecedor sobretudo para os que ainda não se tinham medido pelos desafios, nem sequer pesado pela resistência;
. Mais 1 ano de sonhos para sonhar acordada e para nunca adormecer enquanto o que me falta não estiver feito;
. Mais 1 ano de um amor que não parece caber-me no peito, pelos meus 3 homens e por cada uma das pessoas que comigo vão seguindo neste caminho, novo por escolha; diferente por consequência e impressionante pela capacidade de estar verdadeiramente presente;
. Mais 1 ano de projectos que fervilham e de histórias que acumulo, mas com as quais me identifico e através das quais me insuflo de mais certezas;
. Mais 1 ano a sentir-me totalmente grata por toda a meninice e tolerância com que me presenteio, para continuar a ser a pessoa mais importante da minha vida, mas importando-me com as vidas que toco.

24.5.20

Corações que se encontram e reconhecem!

Northlight 17"" Lighted Double Heart Valentine's Day Window Silhouette

Quando um coração cansado esbarra num outro coração farto de não ter a quem amar, a possibilidade de um novo amor começar, ficando para trás as coisas que ninguém consegue explicar, tornam-se maiores, mais possíveis e reais. Quando os sonhos de alguém que nunca pára de sonhar chegam para ficar, fica também a certeza de que apenas sonhando saberemos qual é o nosso lugar. Quando não permitimos que sonhem o nosso sonhar, ou que cortem ao meio o que tanto nos custa completar, sonhamos mais livres, mais capazes e nunca nos cansamos de tentar. Quando tentamos até finalmente conseguir, porque sempre conseguem os que tentam, torna-se mais fácil concretizar e no final sorrir.

23.5.20

Se és diferente, mantém-te diferente!

marisel@reflexiones.com: Porque la distancia separa cuerpos, no corazones.

Porque razão terás que te contentar em apenas pertencer ao grupo e ser "igual", quando afinal nasceste para te destacar?

Quando nos sentimos únicos e diferentes, a vida não consegue simplesmente engolir-nos, porque sabemos exactamente ao que viémos e o que nos cabe fazer. Ser diferente implica fazer de outra forma, provavelmente melhor e com mais resultados, mas seguramente que nos destaca dos demais.

Porque razão deveremos deixar de procurar motivos para sermos de uma forma e não de outra padronizada, se sentimos que temos uma outra voz?

A cada um caberá uma estratégia, uma ordem natural e uma vontade que deverá ser férrea, para conseguir chegar onde fizer sentido. Não começamos da mesma maneira, não reagimos ao exacto mesmo minuto e não permaneceremos pelo mesmo tempo. Não temos os mesmos sonhos e não deveremos viver da mesma forma, sob risco de os matar-mos.

Porque razão alguns ainda desistem de serem e de se sentirem diferentes?

22.5.20

O que muda quando te sentes mudar a cada dia?

Xana


O que muda quando te sentes mudar a cada dia? Para começar nada parece fazer o mesmo sentido e nem o pouco do antes interessa no agora, quanto fará no depois!
Se não mudamos por escolha, muda-nos a vida, as circunstâncias e
os momentos. Se decidimos que mudar nos melhora e faz avançar, passamos a percorrer as mesmas distâncias, mas com maior velocidade e determinação. Se já aplicamos as técnicas de motivação e de crescimento interior, mudar passa claramente a ser o passo seguinte.
O que muda na percepção dos outros, quando parte de ti já é estruturalmente nova? Muda a abordagem, mudam as perguntas e a avaliação, porque começam a sentir que o que lhes importa é totalmente desvalorizado por nós e que simples se torna tudo depois. O que muda quando já mudaste TANTO, que olhar para trás já nem é mais opção?

21.5.20

O poder da mulher!


O poder da mulher, e é das mulheres que falo por também o ser, chega quando percebem do que são feitas e o quanto a sua particularidade enriquece todas as outras, porque melhor está na diferença e na forma única de cada uma. Tanto que aprendemos com a mulher que gosta de alimentação saudável; com a que dá gargalhadas genuínas porque aceita todos os seus percursos; com a que sabe sempre de que forma se conduzir, fazendo escolhas que nos atiçam o empreendedorismo. O poder da mulher está no que pensa e na forma como o consegue colocar em prática, porque mais do que querer é saber fazer. Somos tão poderosas quanto a busca incessante pelo auto-conhecimento, porque sabermos de nós foca-nos e impede-nos de ceder a distracções. O nosso poder está nas habilidades de cada uma e na execução que só poderá ser perfeita se nela colocarmos coração, alma, desejo, força e fé.
Gosto das mulheres que soam a certezas e que espelham todas as etapas pelas quais se dispuseram a passar. Gosto de gostar de todas as mulheres que me acrescentam o que também desejo dominar. Gosto de sentir orgulho nas que servem de exemplo e me transformam. Gosto muito de ser mulher!

20.5.20

Testar os meus limites sempre!

Thick Thighs Pretty Eyez

Perseverar enquanto percebo que é o que me eleva até ao patamar seguinte. Testar os meus limites enquanto testo cada novo modelo. Experimentar trilhos novos, sentindo que me renovo e descubro o que até já sabia ter. Renovar os dias para que sejam verdadeiramente novos e carregados dos desafios que me enchem e preenchem, porque afinal enquanto por aqui andamos, temos margem para melhorar. Acreditar que o novo trará bem mais do que novidades sobre este maravilhoso mundo novo, e que novo me parece. Perseguir o amor e trazê-lo até onde me encontro, mantendo-o. Cuidar de me cuidar até que o sucesso e eu andemos de mãos dadas.

Pensamentos!


O melhor de querer ser o melhor em tudo, passa pelo empenho, a entrega e a convicção nos resultados. Podemos ser tão completos quanto formos capazes de nos visualizar!

18.5.20

Homens e Mulheres de hoje!

Young woman laughing, hands over mouth, close-up, portrait (B&W) | Photos.com

Vou ser irónica neste post, tentando brincar com a realidade de alguns casais, porque claramente as mulheres não percebem do que são feitos os homens e o inverso é igualmente verdadeiro:
. Elas querem que os ditos cujos se animem com o que não lhes causa qualquer animação e mesmo que elas tenham todo o poder de decisão, porque lhes foi dado, (como se houvesse outra alternativa) ainda assim não ficam satisfeitas;
. Eles querem que elas decidam tudo e que arrumem com todos os pormenores, sem os inundarem de imagens que nem ao contrário conseguem ver, mas nem mesmo assim se livram de ter que opinar;
. Elas escolhem, de antemão, o que depois exigem que eles saibam escolher e nem mesmo a repetição exasperada do "o que quer que decidas está bem para mim" terá forma de realmente o estar;
. Eles ausentam-se deliberadamente, para que TUDO esteja no lugar quando regressarem, mas nem assim se livram de ter que dizer o que acham, mesmo que não achem porra nenhuma,
. Elas recusam o título de controladoras, mas querem controlar até o que eles pensam, no entanto acreditem meninas, nem sempre eles estão a pensar em algo que valha a pena considerar;
. Eles escolhem desistir de lutar e elas entendem que não estão assim TÃO interessados, de contrário falariam sobre os assuntos.
Desisto, estou cansada e sinto a cabeça à roda com tanto vai e vem que não vai a lado algum. Somos claramente diferentes, aceitem-no e tratem do que cada um sabe fazer melhor, pelo amor da Santa e da manutenção da espécie.

Há um tempo e um momento para tudo!

Soulkeeper by Airyciel

Há um tempo e um momento para tudo, sobretudo para decisões apertadas, mas daquelas que se desejam para a vida!

Não sei até que ponto alguém poderá exigir de nós respostas na ponta da língua no que diz respeito a relações. Não sei o que terá que vir primeiro quando aparentemente encontramos a pessoa que faz sentido. Não sei quem terá que estar na dianteira do "sim quero" se é que realmente funciona assim. Não sei quais são os novos modelos, mas claramente não estão a funcionar, porque são mais os desalojados de alma, dos que se encontram no "para sempre".

Há um tempo e um momento para tudo e até que o sabemos, mas tendemos a misturar o importante com o que dispensável e acabamos "embrulhados" em dúvidas que não parecemos clarificar.

Não sei como encontrar quem já se tenha encontrado e descoberto o que precisa de viver. Não sei onde estará quem eventualmente queira mesmo estar ao meu lado. Não sei do que sabem agora os que me ensinam tão pouco e distanciam do amor. Não sei se as minhas expectativas estão demasiado altas...

Há um tempo para amar e um momento para saber da pessoa a quem deverei amar de volta!

Se te atreveres vem!

Πόσο μου λείπεις ρε γαμώτο... pic.twitter.com/DJ9hOdRNt4

Se te atreveres, chega-te mais próximo e deixa que te mostre quem sou. Se achares que sabes tudo o que há a saber de quem já te quer tanto, tens que te chegar mais próximo e falar-me de ti. Se já sabes o que desejas de quem tem passado este tempo a desejar ser reconhecida por ti, chega-te mais próximo e deixa que te toque. Se já não sentes vontade de partir, parando de me partir o coração cheio do que preciso de partilhar, chega-te mais próximo e beija os lábios que tanto anseiam pelos teus. Se te consegues imaginar a povoar bem mais do que a nossa imaginação, chega-te bem mais próximo para que possamos viver o que nos cabe. Se já não duvidas do que digo e repito para que se te entranhe, chega-te mais próximo e mostra-me como fazer amor. Se te atreveres a permanecer, entende que apenas chegando suficientemente próximo verás o que há muito consigo ver e que vai para além do que arriscavas sequer a pensar.
Se te atreveres, vem agora, continuo aqui á tua espera!

17.5.20

Parabéns ao meu primogénito!


E aqui chegámos, eu e tu a mais 1 ano de vida. Sabes que não me foco em datas especiais, porque quem me importa e preenche não tem dias nem sequer momentos, tem TUDO de mim e dá-me TUDO de volta. E aqui chegámos, ao dia em que recordo os segundos e todos os minutos que precederam o momento em que te vi pela primeira vez. Finalmente tinha nos braços o meu primeiro filho e que amor se sente, tanto que nem parece possível; tanto que quase nos sentimos rebentar de felicidade; tanto que nunca mais nada voltará a ser igual.
Já tive dúvidas quanto ao que ajudei a completar, mas elas desvanecem-se com o teu crescimento, com a tua segurança e determinação; com a tua forma grande de encarar o mundo que desejas criar; com o coração gigante que usas para cuidar dos que amas. Já tive mais medos, mas agora chegam-me com outra face, no entanto estou a enfrentá-los para que me permitam saborear o teu percurso, aceitando que a distância será apenas e só geográfica.
E aqui chegámos, ao dia em que choro de felicidade por te recordar e de dor por não te poder abraçar, mas porque sou uma optimista crónica, sorrio perante a possibilidade de o fazermos em breve. E aqui chegámos meu filho, ao dia em que agradeço com o todo o meu coração, o maior presente que recebi quando ainda nem sequer sabia o que significava amar sem condições.
Parabéns a nós por estarmos na vida um do outro. Love you!

16.5.20

Não estou presa ao que esperas e pensas de mim.!


Não estou presa ao que esperas e pensas de mim. Não te dou permissão para que entendas que tens que me permitir escolher da forma que me faz sentido. Não te reconheço autoridade para que me ensines como me devo sentir, sobretudo quando me sinto bem comigo. Não preciso que me recordes do que faço sempre questão de me lembrar e que é sobretudo que sou a pessoa que me importa ter sempre por perto.
Começamos assim, desde o começo da nossa vida, a ter que dizer o que querem ouvir, sobre quem seremos e o que levaremos connosco para o futuro. Começamos por ter que apreender sobre os outros, as suas escolhas e os lugares onde se encontram, por decisão própria. Começamos por não saber nada sobre como prosseguir e o expectável é que o aprendamos com a viagem. Começamos sem saber que não é preciso saber de tudo e que é disso mesmo que padecem os que nos questionam.
Já não estou presa à imagem que escolhem criar de mim, sobretudo porque sou eu que escolho fazer o que vou aprendendo, melhorando-me a cada novo solavanco e sobrevivendo aos meus desafios. Já não questiono ninguém, nem nem demoro demasiado no que construíram, seja da forma certa ou errada. Já não respondo às vozes que não me entram dentro, dizendo-me o que ainda espero um dia já não precisar de ouvir.

15.5.20

Com quem vais estar sempre e para sempre?

lugares foto perfecta 14

Com quem vais estar sempre e para sempre? Contigo, desde o primeiro ao último suspiro, enquanto e de cada vez que choras, ris; pensas; desistes dos sonhos e voltas a sonhar; quando te ouves ou finges não saber do que falas até sem palavras.
O que levarás contigo quando chegares ao ponto de não retorno, ao teu lugar definitivo, sozinha ou acompanhada? Importa que te vás armando de defesas interiores para resistires aos embates emocionais, porque eventualmente deixarás de poder decidir sobre tudo, mas continuarás a ser independente dos outros no que toca ao teu pensamento e raiz. Cultiva bem o teu "chão", para que a colheita seja ainda mais frutífera na velhice e possas ir recuperar o que armazenaste, de cada vez que te faça falta.
Quem terás marcado, deixando o que sabias e o que fizeste por aprender? Quem te representará e espelhará o que acreditaste ser, não te defraudando e respirando de forma verdadeiramente livre.
Quem queres ser amanhã?

Ontem foi difícil, hoje já nem me lembro...


Porque é que o fácil nos sabe tanto a complicado, tolhendo-nos a percepção do que somos e do que representam os outros na nossa vida?
Por mais que nos digam que apenas ficam os que ainda não terminaram o seu propósito, apenas nós seremos capazes, muito lá para a frente, num futuro que por vezes se arrasta e parece fugir-nos, que é exactamente assim. Temos o que precisamos e alturas existirão em que não o saberemos até que finalmente se feche o ciclo, seja ele familiar, amoroso ou profissional. Nada nos chega por acaso e se estivéssemos mais atentos ao que nos diz o nosso instinto, perceberíamos que afinal sempre soubemos.
Porque é que, de repente, o que parecia insuportável e difícil de soltar, já nem sequer nos povoa a mente, ou quando muito nos faz sorrir de tanta tolice?
"Cuidado com o que pedes, porque é exactamente isso que receberás". Uma vez que sou a mulher das palavras, peço a cada dia com muitos mais pormenores, não vá o Universo entender-me mal e ultimamente peço desculpa por tanta idiotice e perda de tempo. MAS, também agradeço cada segundo e aprendizagem, porque graças aos desistentes tornei-me das mais resistentes!

14.5.20

O que fazer com o que queremos fazer de nós?

☀️

O que fazer quando carregamos habilidades e capacidades que os outros não reconhecem? Persistir, resistir aos "nãos" da vida e seguir em frente ou deixar que nos derrubem?

Sabemos todos a resposta a esta pergunta. Não nos podemos medir pelas expectativas alheias, porque o que pensam ou esperam de nós não é assunto nosso. A visão do mundo passa pela capacidade de nos sonharmos nesse mesmo mundo. Somos o que fazemos de nós e seremos sempre tão grandes quanto o imaginarmos, ou tão pequenos quanto o medo de estarmos no topo do que nos cabe por direito.

Quem melhor do que nós sabe o que planeamos até acordados, estipulando timings nem sempre realistas, mas que nos reflectem? Quem nos pode conduzir na direcção do que faz sentido, percebendo que só pode ser dessa forma, ou nunca será da forma certa? Quem nos pode alavancar ou estimular a ver mais longe e a tocar mais alto?

Por vezes temos que nos recolher dos outros para que não nos façam mal ou diminuam o ângulo de visão. Por vezes temos que simplesmente aceitar que nunca nos darão o crédito que merecemos. Por vezes parar de lutar, é o que nos fará vencer.

O que vou querer de ti quando te vir?



O que vou querer de ti quando te vir?
Não sou diferente da grande maioria e acabo a ter expectativas algo irreais, esperando de alguém o que ela muito provavelmente não saberá dar. As relações trabalham-se e o amor alimenta-se, mas tudo leva o seu tempo, por isso teremos que saber o que fazer dele. Já percebi que não deverei projectar demasiado no outro o que me faltou antes e fui, em crescendo, trabalhando o meu interior para que me baste a mim mesma e apenas tenha que receber o que complementará o resto.
De que forma te deixarei entrar na minha vida e na minha casa?
Ainda não o descortinei e confesso que não permaneço demasiado tempo nessa dúvida. Não sei se virás. Não te chamo, nem espero que me surjas do nada. Não te fantasio, limito-me a viver a vida que me faz sentido. Não sofro por antecipação e não me dou prazos.
Quem existe por aí que precise de mim para se sentir melhor e ser ainda mais feliz?

Mónaco - Lugares a visitar

Sem dúvida um dos lugares a visitar. Respirar sofisticação e sentir o outro lado do mundo, o dos verdadeiramente ricos, aguça-me a imaginação e confere algum fascínio. Já está na lista!




13.5.20

Partes de nós nunca serão inteiras!

The Uncomfortable Truth About Being A Woman In A Man's World

Partes de nós apenas se constroem e solidificam se no início tiver estado quem tem o lugar, a responsabilidade e a sabedoria que nos falta. Temos por aqui tanta gente mal construída, danificada ad aeternum, porque a fundação não foi bem feita e porque a execução se baseou em mentiras e em fugas. Não podemos desvalorizar o poder e a importância de quem nos deveria ter ensinado os primeiros passos, passando-nos as emoções que recordaremos quando as tivermos que replicar, porque tudo se reflectirá no futuro, quer o pensemos ou não.
Sei de quem não supera a falta da génese, de quem deveria carregar o princípio de tudo, mesmo que pareçam adultos o bastante para prosseguir, engolindo o que nunca chegaram a saborear. Sei de quem ainda chora em silêncio as dúvidas, os medos e as memórias que nunca poderão reter ou partilhar. Sei de quem replica, sobretudo nas relações, o que não entendeu, nem vivenciou. Sei de quem nunca recuperará a falta do ser que lhe deu a vida, mas que não o preparou para as incapacidades, até porque não saberia tudo e lhe faltaria muito. Sei de quem nunca passará do mesmo, sendo tão pequeno quanto foi o amor que lhe reservaram.
Partes de nós só poderão incluir todas as outras, quando tivermos, em todas as frentes, quem nunca nos virará as costas, assegurando-nos de que não estamos sós!

12.5.20

O que são erros quando falamos de amor?



O que são erros quando falamos de amor? O que é suposto ser feito quando estamos perdidos e demasiado acesos para racionalizar? Qual é o limite do risco que se corre quando parecemos estar a correr ao contrário?

Algumas pessoas parecem vocacionadas para os exageros, ultrapassando a razoabilidade e encontrando prazer nos excessos. Não sei responder se serão mais felizes e realizados sexualmente do que os restantes demasiado cautelosos, mas supostamente retirarão mais prazer de tudo, até do inimaginável. Claro que dependerá da imaginação e criatividade.

Vou confessar que os invejo e que a aparente tranquilidade e ligeireza me deixa algo triste com a minha excessiva objectividade. Talvez possamos errar conscientemente e ainda assim sermos entendidos. Talvez a vida nos teste na igual proporção do arrojo. Talvez os medrosos percam o que de melhor existe. Talvez nunca chegue a saber ao que sabe fazer TUDO o que nos der na real gana. Talvez sejamos antecipadamente talhados para simplesmente sentir e viver.

O que é permitido quando o nosso orgão mais intenso e volátil sucumbe aos efeitos da paixonite aguda? Quem escreveu as regras e quem atesta que são as que servem a todos? O que diz verdadeiramente de nós quando não parecemos encontrar o equilíbrio entre o coração e a razão? Quem somos afinal quando já não somos apenas nós?

Os pensamentos têm força!

Always On My Mind Print — Dimitra Milan

Os pensamentos têm uma força que devemos saber dirigir, não arriscando o que se deverá manter à distância. Os pensamentos que nos chegam a uma velocidade imperceptível, sendo na sua grande maioria negativos, podem ser "domesticados". Ensaia a tua bolha de bem-estar emocional e recusa-te a sair dela apenas para te encontrares com quem é sofredor de serviço. Define o teu ponto de equilíbrio e não precisarás de fazer malabarismos para afastar o que não importa.
Quando passas para lá do ensaio, percebes de que forma sais da bolha, ou do Vortex, porque a emoção, o sentimento e a energia, baixam e perturbam-te. O que deves fazer então? Regressar rapidamente para o teu "lugar seguro", porque é lá que te equilibras e controlas o que te faz avançar, criar e resistir ao mundo.
Sensibilidade sim, mas MUITO bom senso à mistura, para que não nos misturemos com quem NADA tem para nos acrescentar e na realidade são TANTOS. Rodeia-te do que te alimenta da forma certa, tornando-te emocionalmente vegan e largando o que não te pertence. Realidade sim, mas muito sonho e esperança à mistura, porque os pensamentos têm força, a mesma de que precisas para manteres o teu centro.

11.5.20

Perguntas e mais perguntas??


A quem pretendes impressionar quando falas? O que passas verdadeiramente de ti quando sorris? Quem és quando te conhecem pela primeira vez e em quem te transformas depois? Qual é a tua realidade sempre que começas o dia, a que imaginaste e criaste, ou aquela na qual te arrastas?

Por vezes sinto medo de ser avaliada pelo que escrevo!


Por vezes sinto medo de ser avaliada pelo que escrevo e olhem que escrevo muito. Por vezes sei que poderia fazer muito mais, mas a vontade de me expurgar por palavras carrega o receio de ser demasiado tudo, se é que me conseguem entender. Por vezes queria poder sonhar acordada mais tempo e sem interrupções. Por vezes escrever é um duro castigo!

Temos que nos encontrar com quem nos entende e partilhar cada pedaço de sentimento que não pretendemos esconder, até porque nos diminuiria. Temos que querer da forma mais determinada possível, para podermos e sermos capazes de mais. Temos que nos saber ler os silêncios e nos ruídos de fundo dos demais. Temos e temos, mesmo que acabemos a fazer tão pouco.

Quem escreve sabe o poder das palavras e sente o que representam neste mundo tão verbal, mas no qual se diz menos a cada dia. Quem escreve tem outras vidas para viver e faz por vivê-las intensamente, mesmo que acabe por ter a mais desinteressante de que há memória. Quem escreve não pode sucumbir aos vazios, sobretudo quando disso depende prazos e exigências literárias. Quem escreve, supostamente tem sempre sobre o que escrever.

Por vezes sinto medo de me avaliar, de cada vez que me empresto emocionalmente às palavras que TANTO uso!

Deveria existir um ANTES de qualquer paixão, ou amor desenfreado!

Embedded image permalink

Deveria existir um ANTES de qualquer paixão, ou amor desenfreado. Deveríamos poder ser parados ANTES de qualquer loucura amorosa, porque certamente nos custará muitas horas de sono.
Fazemos tanto, crescemos pessoal e profissionalmente, arrastamos, de forma triunfante sucessos e conquistas, mas de repente chega o amor e metade de nós derruba a outra. Sabemos o que ser e até onde ir em todos os quadrantes da vida, mas continuamos a tactear, mesmo que nos sintamos crescidos, quando se trata de sentimentos. Ninguém nos prepara e nem parece ser possível, para a avalanche de emoções que chega assim que o nosso coração aceita alguém. Ninguém nos diz o que ser e de que forma sossegar os passos, caminhando apenas a velocidades controladas. Ninguém nos salva quando corre mal.
Bem que já poderíamos ter manuais, cheios de bonecos e legendas, para classificar TUDO pelo qual passaremos, uns mais do que outros, mas inevitavelmente a maioria de nós. Bem que deveria ser possível viver amores tranquilos, previsíveis e sem demasiados altos e baixos. Bem que deveriam criar leis que proibissem as dores que nos auto-infligimos quando desatamos a amar quem não está pronto. Bem que poderíamos apenas ser felizes, assim, tal como o pensamos e desejamos!

9.5.20

Conselhos!


"Se precisas mesmo de conselhos, pede-os a quem sabe voar e resistir. Não o faças com galinhas, porque elas não voam, vai
às águias, essas sim voam alto, resistem e subsistem"!


Vítima, queres ser?



Não gosto de me vitimizar, mas como sou humana, por vezes caio nesse embrulhar emocional e arrasto o que me cabe a mim resolver!

Largar da mão o que não pode permanecer nela, é uma resolução que vai mudar muito a nossa vida, acabando por restaurar o que adiámos. Perdoar, sair do lugar que nos oprime e restringe os passos, faz andar TUDO de forma mais célere. Colocar o foco em nós mesmos, sendo o início, o meio e o fim, permite que cheguemos a um lugar real. Não devemos culpar os outros das escolhas que deixámos de fazer, ou das erradas. Não podemos esperar que exista SEMPRE quem nos venha salvar. Não nos convém depender demasiado da validação de terceiros para produzir, afinal de contas a história é nossa.

Não sou muito tolerante com os vitimizadores de serviço, porque mesmo quando os estou a ouvir, escolho o tom que me permite manter-me presente na ladaínha que me afasta do que também tenho para resolver. Não sou das que "despeja" desgraças pessoais, prefiro auto-analisar e entender qual foi o meu real papel.

Não estou aberta a quem se fechou para as infinitas possibilidades que a vida nos dá, bastando que estejamos atentos. Não estou disponível para absorver e filtrar o que me mancha a aura e ensombra o coração. Não quero o que não me faz querer com a vontade que se tem que colocar em tudo. Não me vitimizo, arregaço as mangas e vou.

O que fazes com os dias que passam?


How To Warm Up Before Your Runs – RUNNER'S BLUEPRINT

O que fazes com os dias que passam? De que forma te passas o que precisas para permanecer, mais um dia, por mais momentos que deverão ter sabores específicos? Para onde olhas quando os minutos correm mais devagar?

Começámos um ano atípico, mas certamente que fizemos as habituais listas para os 365 dias, e mesmo que tenhamos sido forçados a ajustes, teremos que nos ajustar ao que determinámos, mantendo-nos no curso. Estamos a menos de meio e CHEIOS de dúvidas quanto ao que ainda nos falta. Receamos manter o que afinal já víamos a ser executado, mas quem sabe não teremos um produto final bem mais pleno...

Planeei começar a acordar mais cedo, fazendo a minha corrida matinal antes do trabalho, mas mais importante do que a decisão, tem sido a persistência e a execução, porque confere-me uma maior normalidade, alargando as já infinitas possibilidades. Planeei tudo o que poderei e serei capaz de executar e pretendo exceder as minhas próprias expectativas, sendo bem mais do que fui capaz de visualizar. Planeei novos ritmos e outras áreas de actuação e não desistirei de nenhuma, tendo a firme certeza de que farei, ainda este ano, tudo o que o seu início carregou e no fundo foi apenas a mim mesma.

O que fazes para te obrigar a fazer o que te levantará do chão movediço? A perspectiva alterará qualquer realidade, por isso mesmo deves focar-te na tua e TUDO o que desejas, um dia será MUITO mais do que isso. O que fazes para continuares a fazer o melhor e a seres o teu melhor exemplo?
Feel Me © . Design by Berenica Designs.