Views

Archive

Etiquetas

Facebook

Avançar para o conteúdo principal

Estado civil?


Posto muita coisa, diariamente, mas nunca sinto necessidade de o fazer no que ao meu estado civil ou comportamentos enquanto cidadã dizem respeito, porque não preciso nem de carimbos nem sequer de aceitação e porque SEMPRE soube o que fazer de mim que até sou duas, nos dias bons, mas gostaria de explicar umas quantas coisas para quem ainda não percebeu:

. A Sue é uma escritora que usa palavras muito específicas com um cariz que a define e diferencia de muitos outros, não terá que ser melhor ou pior, mas será certamente diferente;
. A Sue escreve sobre sentimentos, os dela e os de muitos outros, homens e mulheres com quem se relaciona, ouvindo histórias que reproduz à sua maneira, mas SEMPRE com as palavras que conhece e a caracterizam;
. A Sue tem pretensões como escritora, desejando que a sua vida revolva em torno de cada uma das palavras que usa e sabe que assim será num futuro próximo;
. A Sue não é promiscua nem leviana, apenas não teme usar o que muitos parecem ainda ver como balas perdidas e por consequência perigosas, mas as palavras terão SEMPRE poder, para o bem e para o mal, por isso não hesita em usá-las, até porque sem elas não vive e ainda alimenta os outros;
. A Sue é a escritora, a Lourdes é a mulher. Uma não anula a outra, complementa-a, mas a Lourdes não mistura o que faz com o que é, EM NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA;
. A Sue tem já um percurso longo na escrita, não está de todo a gatinhar e trabalha afincadamente para melhorar como escritora;
. A Lourdes tem vida para além da escrita e NUNCA em nenhum momento espera que esperem o que quer que seja dela, misturando o equivalente a azeite e água;
. A Lourdes tem uma excelente relação consigo mesma e consegue ver a vida com cores muito próprias e que a deixam mais capaz de se resguardar dos olhares que nunca conseguem mais do que apenas olhar, sem que nunca saibam exatamente o que ver;
. A Lourdes nunca fica à espera da validação dos outros como o faz a Sue, porque escrever é público e passível de escrutínio, mas apenas no que ao formato diz respeito e não no que consideram estar a carregar.

A Sue escritora e a Lourdes mulher, juntaram-se hoje, pela primeira vez, para responderem a quem ainda não perguntou, mas para confirmarem a quem já percebeu, que são ambas felizes, mas diferentes; Reais, mas com perspetivas próprias e que se adequam a lugares que uma e outra sabem separar muito bem. Por isso obrigada a todos quantos vão lendo a Sue e muito obrigada aos que fazem parte da vida da Lourdes, é que precisamos de todos e cada um para que completem o que fazemos ambas.

Estado civil? Felizes!

Comentários